Metical com desvalorização acentuada face ao dólar

0
30
Metical com desvalorização acentuada face ao dólar

A moeda de Moçambique, o metical, sofreu nos últimos meses uma desvalorização acentuada, devido ao fortalecimento do dólar e ao défice da conta corrente da balança de pagamentos, afirmou o porta-voz e administrador do Banco de Moçambique.

 Valdemar de Sousa, que falava em Maputo sobre o relatório produzido pelo banco ”Conjuntura Económica e Perspectivas de Inflação”, adiantou que a desvalorização do metical face ao dólar observa-se desde o último trimestre de 2014, tendo-se o dólar cotado a 39,03 meticais no final de Junho de 2015, o que representa desvalorizações acumulada e anual do metical de 23,55% e 27,34%, respectivamente.

 O porta-voz do Banco de Moçambique disse ainda que a moeda moçambicana também tem registado perdas em relação ao euro e ao rand sul-africano, com uma desvalorização anual de 4,5% e 11,07%, respectivamente, de acordo com a agência noticiosa Lusa.

 Valdemar de Sousa indicou ainda que o Produto Interno Bruto de Moçambique cresceu 5,9% no primeiro trimestre deste ano, confirmando uma percentagem que já tinha sido divulgada pelo Instituto Nacional de Estatística.

 Moçambique dispunha no final de Junho de reservas internacionais líquidas no valor de 2,6 mil milhões de dólares, destacou ainda Sousa.

 No mesmo encontro, o administrador do Banco de Moçambique classificou a recente revisão em baixa da notação de risco da dívida de Moçambique para “B-“ pela agência Standard & Poor’s como uma “antecipação de expectativas” e acrescentou que “não há qualquer atraso no pagamento de dívida perante qualquer credor.”

 A Standard & Poor’s disse que a decisão assenta no pressuposto de que o anúncio pelo governo da reestruturação do empréstimo contraído pela Empresa Moçambicana de Atum (Ematum) configura uma dívida que indicia a falência iminente da empresa.