Messi é eleito o melhor do mundo pela quarta vez consecutiva

0
100
Messi é eleito o melhor do mundo pela quarta vez consecutiva

Em festa promovida pela FIFA e pela revista "France Football", na passada segunda-feira, em Zurique, na Suíça, e que teve várias referências ao Brasil e ao Mundial de 2014, o argentino Lionel Messi, de 25 anos, foi eleito o melhor jogador do mundo em 2012.  Com 91 golos marcados no ano, o atacante do Barcelona e da selecção ar-gentina superou Andrés Iniesta (Barcelona) e Cristiano Ronaldo (Real Madrid). Com mais este prémio, o craque torna-se o maior vencedor da FIFA, com quatro troféus consecutivos.

 O holandês Ruud Gullit foi o mestre de cerimónia da noite, que começou com uma apresentação de capoeiristas. Logo depois, Ronaldo respondeu a perguntas sobre o campeonato do Mundo de 2014. Vencedor três vezes do prémio de melhor jogador da FIFA (mesmo número de conquistas do francês Zinedine Zidane) e membro do Comité Olímpico Local, ele agradeceu à oportunidade para o Brasil acelerar melhorias de infraestrutura e falou sobre as oportunidades do combinado de Fe-lipão.

 – Espero que a selecção brasileira tenha um bom desempenho e vou torcer para que faça um bom resultado apesar da grande pressão dentro do próprio país – previu Ronaldo, interrogado ain-da sobre a influência da torcida bra-sileira no mundial – Se perder vai ser mais difícil.

 Além de Messi, a FIFA elegeu os onze melhores jogadores do ano de 2012, em que apenas um não era de Barcelona ou Real Madrid. A única excepção foi o atacante colombiano Falcão Garcia, do Atlético de Madrid. A equipa completa foi: Casillas (Real Madrid), Daniel Alves (Barcelona), Piqué (Barcelona), Sérgio Ramos (Real Madrid) e Marcelo (Real Madrid); Xabi Alonso (Barcelona), Xavi (Barcelona) e Iniesta (Barcelona); Lionel Messi (Barcelona), Falcão Garcia (Atlético de Madrid) e Cristiano Ronaldo (Real Madrid).

 Técnico da selecção brasileira, o brasileiro Luiz Felipe Scolari – que ficou sentado ao lado do colombiano Valderrama na plateia – subiu ao palco para anunciar os vencedores do prémio de melhor técnico do mundo no futebol masculino e feminino. Campeão da Europa pela selecção espanhola, Vicente del Bosque levou o título – os outros candidatos eram Pepe Guardiola e José Mourinho.

 A sueca Pia Sundhage venceu entre as mulheres e celebrou cantando. Actual técnica de selecção da Suécia, ela comandou a selecção dos Estados Unidos na vitoriosa campanha dos Jogos Olímpicos de Londres.

 Durante a cerimónia, o alemão Franz Beckenbauer recebeu um prémio da FIFA pela sua carreira como jogador, treinador e dirigente de futebol. A homenagem teve discurso do presidente da FIFA, Joseph Blatter, e contou com a exibição de um vídeo com imagens da carreira de Beckenbauer. O eslovaco Miroslav Stoch recebeu o Prémio FIFA pelo golo mais bonito do ano. Marcou um golo fora da área pelo clube turco Fenerbahçe. Neymar concorria ao prémio, que já venceu no ano passado, pelo golo marcado frente ao Internacional no Campeonato Brasileiro de 2012.