Menos 5.147 professores colocados em 2012/2013 face ao ano lectivo anterior

0
58
Menos 5.147 professores colocados em 2012/2013 face ao ano lectivo anterior

O Ministério da Educação anunciou a contratação de 7.600 professores para o ano letivo de 2012/2013, menos 5.147 face a 2011/2012. Em comunicado, a tutela informa que dos 51.209 candi-datos sem vínculo à Função Pública que se apresentaram ao concurso para contratação inicial ou renovação do contrato, apenas ficaram colocados 7.600, o que representa em 2012/2013 menos 5.147 professores contratados face ao ano letivo passado, em que entraram, nesta fase, 12.747 docentes sem vínculo nas escolas.

 Ao ano lectivo 2012/2013 concorreram mais 3.477 professores sem vínculo à Função Pública do que em em 2011/2012.
 A nota da tutela adianta que foram colocados mais 1.999 professores do quadro que tinham concorrido devido à ausência de componente lectiva nas escolas, bem como 801 docentes que foram a concurso por aproximação à residência.
 Permanecem sem colocação 1.872 professores dos quadros sem componente letiva, que, segundo o ministério, irão substituir docentes reformados, com baixa médica prolongada ou com licença de parentalidade, podendo igualmente “desenvolver trabalho em actividades extracurriculares, apoio ao estudo ou coadjuvação em disciplinas estruturantes”.
 O Ministério da Educação refere que as escolas pediram a colocação de professores para o preenchimento de 12.114 horários, dos quais ficaram vagos 1.714.
 Os horários por preencher “serão agora reavaliados pelas escolas para que os possam complementar nos casos necessários, como aposentações e doenças que entretanto ocorram”, assinala a nota da tutela, acrescentando que “os horários daí resultantes serão colocados a concurso na reserva de recrutamento”.
 As chamadas bolsas de recrutamento realizam-se “semanalmente durante o primeiro período escolar, tendo em vista o preenchimento destes horários e de outros que venham a ser solicitados”, esclarece o ministério.
 Para a tutela, com a conclusão, do concurso anual para satisfação das necessidades transitórias de docentes para o ano lectivo 2012/2013 “fica assegurada atempadamente a colocação de professores para a abertura do novo ano escolar”.