Melhoria do ‘rating’ é sinal de recompensa para todos os portugueses – Passos Coelho

0
34
Melhoria do ‘rating’ é sinal de recompensa para todos os portugueses - Passos Coelho

O primeiro-ministro afirmou em Haia, que a melhoria do ‘rating’ de Portugal como pagador a longo prazo, anunciada pela Standard & Poors, é um “sinal de recompensa” para todos os portugueses, que têm feito “sacrifícios enormes”.

 Pedro Passos Coelho, que falava numa conferência depois de um encontro com o seu homólogo holandês Mark Rutte, destacou o facto de ter sido a primeira vez, desde o início da crise, que uma agência de notação financeira (‘rating’) alterou a perspectiva de notação para Portugal.

 “Esperemos que seja a primeira de uma sequência de melhorias que o nosso ‘rating’ possa vir a reconhecer, sobretudo se ele tiver um chão sólido, quer dizer se não for feito com resultados ocasionais, mais se for construído com resultados duráveis”, afirmou.

 O primeiro-ministro qualificou a decisão da Standard & Poors como um “sinal de recompensa para todos os portugueses que têm feito os sacrifícios enormes que são conhecidos para ultrapassar a situação de crise em que vivemos”.

 Pedro Passos Coelho considerou ainda que a decisão da agência de notação financeira é uma “primeira informação no espaço público que reconhece a perspectiva de Portugal poder fazer um regresso a financiamento não oficial de uma forma bem-sucedida”, o que disse ser “essencial” para evitar um segundo resgate.

 Apesar de considerar ser uma “boa notícia”, o primeiro-ministro sublinhou a importância da decisão ser vista “mais como um estímulo e um incentivo”.

 A Standard & Poors passou a perspectiva de classificação da solvabilidade a longo-prazo de Portugal de “negativa” para “estável”, mantendo, no entanto, o país na categoria de “investimento especulativo” (“BB”).

 Esta decisão surge dois dias depois de um acordo de princípios dos ministros das Finanças europeus sobre o prolongamento do prazo do empréstimo de assistência financeira a Portugal e à Irlanda.