Mau tempo em Chimoio afecta 13 mil pessoas e destrói 80 casas

0
40
Mau tempo em Chimoio

Mau tempo em ChimoioCerca de 13 mil pessoas afectadas, 80 casas destruídas, túmulos aluídos e estradas intransitáveis. É este o balanço das chuvas e da erosão que se fazem sentir na cidade de Chimoio, centro de Moçambique.

 De acordo com dados do Conselho Municipal de Chimoio (CMC), dos 23 bairros, cinco já foram "afectados drasticamente" pelas chuvas e dois deles (Muzingaze e Nhamatsane) com uma erosão acentuada.
 O Conselho criou um Centro de Acomodação das Vítimas das Chuvas e Erosão, no bairro Piloto, para minimizar a situação.
 "Temos actualmente quatro famílias que precisam de ajuda urgente em tendas e alimentos, pois as casas ficaram totalmente destruídas. Outras, cujas casas ficaram parcialmente destruídas, estão a reconstruir e temos prestado o apoio necessário, mas vamos reassentar", explicou Raul Conde, presidente do CMC.

 Segundo a fonte municipal, as chuvas, cujos danos já superam os estragos dos últimos dois anos, estão a ter um impacto "extremamente negativo" sobre a cidade de Chimoio, que tem mais da metade das principais vias de acesso ao centro intransitáveis. O CMC e a população têm estado empenhados em cobrir os buracos, alguns de grandes dimensões, de modo a tornar as estradas transitáveis.
 "As casas estão construídas em zonas propensas a erosão, pântanos e zonas verdes, o que as torna vulneráveis nesta época chuvosa, pelo que queremos apelar para que as pessoas deixem de se fixar nestas zonas. E já estamos a reparar as estradas nos bairros e depois atacaremos o centro", afiançou Raul Conde.