Mariedne Feliciano vence “The Voice Angola” no concurso realizado em Joanesburgo

0
106
Mariedne Feliciano vence “The Voice Angola” no concurso realizado em Joanesburgo

A angolana Mariedne Feliciano entrou no penúltimo domingo, 31 de Janeiro, para a história musical do país ao ser consagrada vencedora da primeira edição do “The Voice Angola”, ganhando assim um contrato com a Universal Music.

 Mariedene, que teve como mentora Yola Semedo, contou na final com a concorrência de L´ Vincy, Rafael Sampaio e Cirius. A final do programa, com apresentação de Dinamene Silva, viu os quatro finalistas entoarem uma canção, com a qual concorreram para a votação do público, feita em directo durante cerca de uma hora na televisão angolana. Cirius cantou Scienist dos Cold Play, Mariedne Hero de Mariah Carey, L´Vincy Lost with you de Maxwell de Robin Thicke e a fechar Rafael Sampaio imitou Dioguito de Bangão.

 Após cerca de uma hora de votação em directo, Mariedne reuniu a maioria dos votos auditados pela consultora Delloite, com a candidata a não acreditar no que se estava a passar, parecendo ser para ela um autêntico sonho.

 O episódio viveu ainda outros momentos de realce como foram as actuações de Eduardo Paím, a animação de Matias Damásio, que cantou Alô, e assistiu-se igualmente ao denominado Top 24 dos talentos a cantar junto a canção País Novo, original de Matias Damásio.

 O primeiro “The Voice Angola” em África teve audiência na televisão angolana nos últimos três meses. Foi motivo de comentários e até de apostas. Em conferência de imprensa, os mentores Walter Ananaz, Dji Tafinha e Paulo Flores mostraram-se orgulhosos pelo sucesso do programa e garantiram presença na próxima edição. 

 O programa foi transmitido todas as semanas aos domingos às 19 horas no Canal Jango Luxo, posição 512 da DStv – maior provedora de televisão por satélite em África.

 O “The Voice Angola” surge da parceria entre a MultiChoice e a African Media & Production Network (AMPN), empresa produtora do espectáculo.

 É um programa de televisão internacional que se baseia numa competição de canto, em que tem como propósito a descoberta de talentos musicais com personalidades vibrantes e com grande capacidade de entreter. O programa é mundialmente conhecido e tem a particularidade de elevar para o estrelato talentos até então anónimos e lançar-lhes para um mundo de fama e sucesso. Esta é a primeira temporada produzida no continente africano.

 Os participantes são aspirantes a cantores e competem em audições públicas. Na primeira fase denominada de “Audições Cegas”, quatro mentores, todos artistas notáveis, ouvem os concorrentes sentados, virados para a audiência e de costas para o participante, onde simplesmente têm que ser impressionados pela voz. Se o seleccionador for  impressionado pela voz, deve pressionar o botão para virar a cadeira e conhecer o candidato.

 O objectivo final é ser o vencedor do “The Voice Angola”.

 

* PRIMEIRO CONCURSO FOI EXIBIDO NA HOLANDA

 

 A primeira versão do concurso foi exibida na Holanda em 2010, tendo rapidamente conquistado as audiências internacionais e rivalizando directamente com outras realidades similares.

 O formato do programa é idêntico em todos os países, sendo que a grande particularidade de cada um destes prende-se com o facto dos candidatos, que serão os protagonistas do mesmo, serem jovens oriundos de vários pontos do país, serem talentosos e estarem sedentos de oportunidades. Vão concorrer para serem ouvidos, para en-cantarem e para serem ovacionados.