Magia de John e “Rei” Artur colocam Benfica nos “oitavos-de-final”

0
107
Magia de John e

Um grande golo de Ola John e um "super" Artur colocaram  o Benfica nos oitavos de final da Liga Europa de futebol, no triunfo caseiro sobre o Bayer Leverkusen (2-1), depois do 1-0 alcançado na primeira mão.

 No Estádio da Luz, os "encarnados" ainda apanharam um valente susto perante o terceiro classificado da Bundesliga, mas acabaram por resolver a eliminatória na segunda parte, com uma obra-prima de Ola John, que quebrou o nulo aos 60 minutos.

 Com frieza, Schurrle ainda deu esperança ao Bayer Leverkusen, aos 75 minutos, mas logo a seguir Matic "matou" a eliminatória, num lance que teve início no guarda-redes Artur.

 O guardião brasileiro assinou uma das melhores exibições do Benfica, com uma mão cheia de grandes defesas, que deixaram os germânicos à beira de um ataque de nervos, culminando no tento do médio sérvio.

 A formação de Jorge Jesus entrou algo apática na partida e acabou por ter a sorte do seu lado, principalmente na primeira parte, quando Kiessling e Schurrle acertaram nos postes.

 A inclusão de Carlos Martins no "onze", algo que já não sucedia há alguns meses, acabou por ser um factor determinante neste segundo e decisivo jogo dos 16 avos de final, com o médio português a realizar uma exibição bastante pobre e que chegou mesmo destabilizar a sua equipa.

 Com a sua saída, logo aos 52 minutos para a entrada de Salvio, o Benfica ganhou nova vida no encontro, acabando Ola John por levantar o estádio com um golo de nostalgia, em que tira dois adversários da frente e mete a bola no canto superior direito da baliza de um desamparado Leno.

 Contudo, mesmo com este momento mágico do internacional holandês, o Benfica não deixou de passar por mais momentos de apuro, principalmente aos 67 minutos quando Artur impediu o golo do Bayer Leverkusen com uma grande defesa.

 Mesmo assim, o guarda-redes dos "encarnados" só conseguiu adiar os festejos dos alemães, já que aos 75 minutos Schurrle, com um remate de primeira de pé esquerdo, não deu hipóteses ao brasileiro.

 Contudo, dois minutos depois, Artur lançou Lima isolado na frente e o avançado assistiu Matic, que com um cabeceamento de grande técnica resolveu de vez a eliminatória.

 Até ao final da partida, o Benfica foi somando várias oportunidades para dilatar o marcador, mas sempre sem sucesso.