Macia Castanha Moçambique prevê duplicar produção

0
109
Macia Castanha Moçambique prevê duplicar produção

Macia Castanha Moçambique prevê duplicar produçãoA Macia Castanha Moçambique (MCM), uma fábrica de processamento da castanha de caju localizada na Macia, província de Gaza, prevê processar este ano mil toneladas de castanha na actual campanha de comercialização, afirmou o seu proprietário.

Em declarações ao jornal Notícias, de Maputo, Mussá Cassamo Mussá disse que actualmente a unidade tem capacidade para processar mil toneladas/ano mas que com a aquisição de máquinas eléctricas a produção poderá ser duplicada. Neste momento a MCM possui mais de 500 toneladas de castanha nos seus armazéns. Disse que o único problema é a exiguidade de mão-de-obra, acrescentando que esta tem contribuído para a redução da produção, o que faz com que não assine contratos com compradores estrangeiros.

“Está a prejudicar a produção, por isso devido a esta dificuldade não fecho contratos com compradores da amêndoa estrangeiros, pois não estamos a conseguir responder às solicitações vindas de mercados”, adiantou Mussá. Anualmente, a empresa exporta para o mercado sul-africano 100 toneladas de amêndoa de castanha, quantidade bastante reduzida devido à fraca produção que tem vindo a registar. Além de exportar para a África do Sul, a MCM vende a sua produção no mercado local, particularmente a armazenistas. Disse que a capanha tem sido ensombrada com a entrada de exportadores da castanha em bruto, pois aliciam os produtores a subirem o preço da matéria-prima, o que se torna insustentável para as fábricas. Acrescentou que este ano o preço da matéria-prima subiu bastante, estando a 13,5 meticais o quilograma.