“Loadshedding” é esperado durar até Setembro

0
57

A empresa estatal de produção de electricidade Eskom, afirmou que há uma elevada probabilidade do programa de “loadshedding” durar até Setembro deste ano.

  O porta-voz da Eskom Sikhonathi Mantshantsha afirmou “‘loadshedding’ fará parte das nossas vidas no futuro que se vislumbra e veremos uma mudança significativa no início de Setembro. Neste momento temos quase 15 mil megawatts de produção inoperacional devido a avarias imprevistas. Duas unidades de produção na central de Kusile não estão disponíveis. O problema está a ser resolvido”, afirmou Mantshant-sha.

  “As nossas vidas estão à mercê de centrais de energia muito antigas e uma infraestrutura envelhecida. Mesmo depois de Setembro, a Eskom não será capaz de dizer que o ‘loadshedding’ será eliminado. Estamos a dizer que será significativamente reduzido”.

  O maior partido da oposição, o DA (Aliança Democrátia), apelou ao ministro das Empresas Públicas, Pravin Gordhan, a dar garantias que os hospitais e a vacinação de Covid-19 não serão afectadas pelos cortes de electricidade. O partido levantou a questão de pacientes ligados a ventiladores e no armazenamento das vacinas quando chegarem ao país.