Liga dos Campeões: Benfica enfrenta amanhã em Munique o mais exigente teste da temporada

0
71
Liga dos Campeões: Benfica enfrenta amanhã em Munique o mais exigente teste da temporada

O Benfica enfrenta amanhã, terça-feira, o mais exigente teste da sua temporada futebolística, na casa do poderoso Bayern Munique, local pejado de memórias de goleadas sofridas onde vai tentar manter vivo o sonho de chegar às meias-finais da ‘Cham-pions’.

  Claramente a superar todas as expetativas, sobretudo depois de um começo de época muito difícil, o conjunto comandado por Rui Vitória tem pela frente um dos ‘gigantes’ do futebol europeu, provavelmente a se-gunda melhor equipa do continente, logo atrás do campeão em título FC Barcelona.

  Liderada por Pep Guardiola, e mesmo sem estar na máxima força, face às baixas de Robben ou Boateng, a formação bávara é amplamente favorita a seguir em frente, sobretudo pelo presente, mas suportado num passado ‘avassalador’.

  O Bayern Munique venceu todas as nove eliminató-rias a duas mãos com equipas lusas e, face ao Benfi-ca, conseguiu sempre goleadas em casa, uma por 5-1 e duas por 4-1, sendo que também FC Porto (6-1 a época passada) e Sporting (7-1 em 2008/09) sabem o que é sair do Allianz Arena ‘sovados’.

  Lewandowski, Müller, Ribéry, Douglas Costa, Vidal, Thiago Alcântara, Lahm, Alaba, Xabi Alonso, Götze ou Neuer são ‘armas’ que metem ‘medo’ a qualquer opositor e serão, certamente, uma grande ‘dor de cabeça’ para o bicampeão e líder do campeonato português.

  Os bávaros têm presente e igualmente um passado de grande respeito, com cinco títulos europeus, o último em 2012/13, e já nove presenças nas meias-finais da Liga dos Campeões (desde 1992/93), que nunca falharam com Guardiola, que cumpre a sua terceira e última temporada na Baviera.

  Em 2015/16, o Bayern lidera o campeonato alemão – cinco pontos à frente do Borussia Dortmund -, rumo ao ‘tetra’, sendo que no fim de semana recebeu e bateu o Eintracht Frankfurt por 1-0, com um tento de Ribéry.

  Os bávaros, também nas meias-finais da Taça da Alemanha, seguem, assim, com a moral em alta, aspeto em que não ganham, porém, ao Benfica, que acabou de golear em casa o Sporting de Braga, quarto colocado da I Liga portuguesa, por 5-1.

  Os ‘encarnados’ somaram o oitavo triunfo seguido em todas as competições e o 19.º nos últimos 20 jogos – com um 1-2 caseiro face ao FC Porto pelo meio -, sendo líderes no campeonato luso e semi-finalistas da Taça da Liga.

  Na ‘Champions’, o Benfica já cometeu a proeza de vencer o Atlético de Madrid no Vicente Calderón (2-1) e duas vezes o Zenit, tendo já batido o seu recorde de vitórias numa edição (cinco) e igualado o de golos marcados (13), com Gaitán como o dobro (quatro contra dois) dos de Jonas, Mitroglou e Jiménez.

  As ‘águias’ podem também lembrar que já não caem face a um clube alemão há 20 anos – precisamente desde o terceiro ‘duelo’ perdido com o Bayern, em 1995/96 -, que superaram os últimos quatro e já lideram o histórico (9-8).

  Em Munique, no Estádio Olímpico, o saldo é, porém, de 3-13 em golos e, em solo alemão, de apenas duas vitórias – a primeira à 20.ª tentativa -, seis empates e 14 derrotas, com 20 golos marcados e 52 sofridos.

  Jonas, ‘rei’ dos golos na Europa, Mitroglou, Gaitán, Pizzi, Renato Sanches, Fejsa, Eliseu, Lindelöf, Jardel, André Almeida ou Ederson, mais Samaris, Jiménez, Salvio, Talisca, Carcela ou Nelson Semedo têm a oportunidade de fazer história.

  O objectivo é, claramente, manter viva a esperança de uma primeira presença nas meias-finais na ‘era Champions’, depois de três quedas nos ‘quartos’, perante AC Milan (1994/95), FC Barcelona (2005/06) e Chelsea (2011/12), fase em que nunca ganhou – dois empates e quatro derrotas (1-7 em golos).

  Além do embate do Allianz Arena, a ronda de terça-feira inclui a receção do campeão FC Barcelona – ‘tocado’ pelo desaire caseiro face ao Real Madrid

(1-2), depois de 39 jogos sem perder – aos compatriotas do Atlético de Madrid, que venceram, com reviravolta, nos dois jogos da Liga.

  A formação catalã, que soma mais seis pontos do que os ‘colchoneros’ no campeonato, é favorita, assim a sua imparável tripla atacante, composta por Messi, Suárez e Neymar, volte a carburar, depois do invulgar ‘zero’ face aos ‘merengues’.

  Na quarta-feira, o Real Madrid, de Cristiano Ronaldo e Pepe, joga ao reduto do Wolfsburgo, de Vieirinha o oitavo classificado do campeonato alemão, a 25 pontos do líder Bayern. Depois da Roma, espera-se novo ‘passeio’ madrileno.

Por seu lado, o Paris Saint-Germain e o Manchester City defrontam-se em França, com os parisienses à procura da repetir as distantes ‘meias’ de 1994/95, face a uns ingleses que já selaram a melhor prestação de sempre.