Líder da Aliança Democrática apresentou propostas de governação às comunidades europeias

0
112

 Na quarta-feira, 3 de Abril, pelas 18h30, o líder da oposição parlamentar sul-africana, Mmusi Maimane, reuniu-se em Bedfordview na biblioteca municipal para uma reunião com elementos das comunidades europeias residentes na África do Sul.

 O líder do partido DA (Aliança Democrática) elencou o programa de governo como resultado de uma eventual vitória nas eleições gerais sul-africanas a 8 de Maio deste ano.

 A estratégia do DA passa, primeiro que tudo, pela privatização parcial e segmentação da empresa de energia eléctrica, a estatal Eskom. Maimane pretende dividir a empresa em duas, uma secção de produção e outra de distribuição.

 Com isso, pretende também fazer o mesmo às restantes empresas do Estado como a Transnet, a South African Airways, Prasa, entre outras. Isto para limitar a dívida externa do país, para a diminuir e depois erradicar o défice orçamental.

 Maimane pretende também incrementar o número de polícias no activo e introduzir uma polícia provincial que se fundirá e trabalhará em conjunto com a policia metropolitana, reduzindo assim os custos e trabalho à policia nacional sul-africana.

 Mmusi Maimane quer também erradicar a ineficiência e corrupção na função pública e garantir acesso, quer no sector público e privado, de forma livre e justa a concursos de emprego.

 O líder do DA falou também no controlo de fronteiras sul-africanas e assim acabar com a imigração ilegal.

 O ponto forte da exposição, foi o objectivo de centrar a economia sul-africana no sector privado e na sociedade civil, tirar assim ao Estado o papel central de produção de riqueza, criação de empregos e promoção da economia.

 Fará isto, também ao mesmo tempo que erradicará a corrupção a nível governamental, segundo Maimane.

 O candidato presidencial pelo DA falou ainda na aposta no sistema de ensino e garantir que existe um fundo governamental de formação e apoio por parte das empresas, para que se possa contornar de forma mais rápida e eficiente o esquema do BBBEE (Broad Based Black Economic Empowerment).

 Mmusi Maimane recebeu uma ovação de pé do salão, que estava repleto. Foi depois alvo de algumas perguntas da plateia, nomeadamente em relação à preocupação dos presentes no acesso a empregos e qual seria o incentivo a permanecer na África do Sul. Maimane respondeu a todas as questões e a sessão foi encerrada cerca das 20 horas.

 A representar a Comunidade portuguesa esteve Manny de Freitas, o deputado parlamentar do DA pelo circulo eleitoral do sul de Joanesburgo. Presente esteve também o cônsul-geral de Portugal em Joanesburgo, Francisco-Xavier de Meireles bem como alguns membros da Comunidade portuguesa. A parte italiana foi representada por Natasha Mazzone e George Nicolacos a parte grega.