LAM adia para Junho voos para Portugal

0
68

A companhia Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) adiou para 2 de Junho próximo o reinício dos voos para Lisboa, Portugal, depois de ter estado inicialmente programado para 31 de Março, anunciou em Maputo o director-geral da companhia.

 O anúncio do reatamento dos voos que, numa primeira fase, obedecerão a uma frequência de três vezes por semana (segundas, quartas e sextas-feiras), foi feito pelo director-geral, João Carlos Pó Jorge, em conferência de imprensa havida na sede da companhia aérea, em Maputo, onde deu também pormenores do projecto transcontinental.

 O director-geral disse ainda que os voos serão efectuados com um Airbus A330-200, com capacidade de 269 lugares (dos quais 251 na classe económica e 18 na classe executiva), estando o voo inaugural previsto para a noite de 2 de Junho, a partir de Lisboa, com a previsão de chegada a Maputo na manhã do dia seguinte.

 Os voos serão realizados em parceria com a Hi Fly, uma companhia aérea portuguesa especializada no aluguer de aviões em regime de “wet lease”, em que o locador fornece o aparelho, tripulação, manutenção e seguro, pagando o locatário o número de horas operadas.

 João Carlos Pó Jorge afirmou em Outubro de 2019 ter a companhia decidido retomar a ligação à capital portuguesa para “satisfa-zer um forte desejo de clientes amigos, incluindo a diáspora moçambicana em Portugal, que há muito aguardavam pelos nossos voos directos, facto que é confirmado por pesquisas de mercado.”

 Este anúncio da LAM surge depois de ultrapassados os problemas que estiveram na origem da proibição da companhia aérea de voar no espaço aéreo da União Europeia, desde 2011, devido a “deficiências de segurança.”