Jovens distinguidos com Medalhas de Mérito atribuídas pela Comissão do Dia de Portugal

0
120
Jovens distinguidos com Medalhas de Mérito atribuídas pela Comissão do Dia de Portugal

Com a participação de mais de 500 portugueses, teve lugar ontem 7 de Junho de 2015, o almoço de gala para celebrar o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. O evento, organizado pelo Grupo Folclórico Terras do Norte, decorreu no Núcleo de Arte e Cultura (NAC) em Regents Park, no sul de Joanesburgo. As cerimónias foram abertas  com o acender da Chama da Pátria por parte de José Cesário, Secretário de Estado das Co-munidades Portuguesas e com o entoar dos hinos nacio-nais das Repúblicas da África do Sul e de Portugal. Estes foram interpretados por Leandro Coimbra e Roberto Adão, respectivamente. Ambos, artistas jovens da Comunidade.

 A sopa, caldo-verde, foi servida e a música ambiente envolveu o salão do NAC. O mestre de cerimónias Carlos Silva agradeceu aos patrocinadores, entre eles o Banco Santander Totta, Mota-Engil, Main Street Service Garage e a companhia aérea de bandeira, Air France.

 Foi pedido a Wendy Ferreira, presidente do Grupo Folclórico Terras do Norte, para que dirigisse algumas palavras aos convidados. “Bem-vindos a todos em nome do Terras de Norte, para nós tem sido um grande honra, em conjunto com a Subcomissão do 10 de Junho, organizar este evento. Quero agradecer ao NAC e ao grupo que decorou o salão e a todos os envolvidos neste dia e que contribuíram para esta festa”, atestou Ferreira no seu discurso. Seguidamente, Alexandre Santos, presidente da Comissão Organizadora dos festejos do 10 de Junho na área consular de Joanesburgo, também discursou. Na sua intervenção, agradeceu a todos os presentes o apoio e referiu a importância do Português no mundo e mais particularmente em África. Falou em Inglês e Português, terminou com vivas a Portugal, á Comunidade Portuguesa e à África do Sul.

 Seguidamente foi chamado ao palco o enviado especial do Premier da Província Gauteng, Mxolisi Eric Xayiya, conselheiro especial de David Makhura. “Deixem-me dizer que gostei muito de ouvir o nosso hino nacional sul-africano. Parabéns! O Sr. Makhura não pode estar hoje e por isso, as nossas desculpas. Estou muito feliz por estar aqui hoje, junto de vós a celebrar o Dia de Portugal. Esta Comunidade forma parte integral da nossa sociedade e cultura da África do Sul e sabemos que os Portugueses estão por cá há centenas de anos, fazem parte integral desta “Nação ArcoÍris” .

 Falou ainda no ensino de Português no Soweto, na es-cola secundária de Protea Glen. Desejou a todos uma boa tarde e terminou em Por-tuguês com um “Viva Portugal!”

 O momento das intervenções dos dignitários foi encerrado com o discurso de José Cesário. O Secretário de Estado agradeceu a todos a sua presença, aos responsáveis pela organização e quero “render a minha homenagem ao Terras do Norte e ao NAC. Estamos aqui para celebrar o dia de Camões, das nossas Comunidades, o dia de Portugal! É o dia em que assinalamos a nossa presença no mundo. A presença histórica e política, somos um pais perfeitamente integrado na comunidade internacional. Somos um país com excelentes relações em todo o mundo e a prova disso é a relação que temos com este grande país, a África do Sul. Portugal, não é um país que viva sozinho, é um país que recupera todos os dias a sua credibilidade.

 O segundo motivo desta celebração, tem a ver com a nossa dimensão no mundo, através dela comemoramos a nossa cultura, língua e relação com tantos povos no mundo. Povos que são nossos irmãos e aqui a presença dos senhores cônsules de Angola e de Moçambique, somos falantes de Português mais de 270 milhões em todos os continentes.”

 “Saúdo também os nossos professores e leitores de Português. Portugal tem mantido uma rede de ensino no mundo, onde 180 mil alunos aprendem hoje, em todos os níveis, a língua de Camões.”

 “Ao celebrar este dia, celebramos também o nosso idioma. A Comunicação Social portuguesa em todo o mundo, que recentemente se associou numa Plataforma e que contribui decisivamente para a divulgação e manutenção do Português.”

 José Cesário concluiu a sua intervenção ao afirmar que “este é o Dia que Portugal abraça os seus cidadãos pelo mundo fora, porque temos uma presença em todo o mundo. Uma boa novidade é que a Assembleia da República permitiu que os netos de portugueses possam adquirir a sua nacionalidade. Por fim, quero dizer que temos também que garantir a sobrevivência das nossas colectividades, pólos de Portugalidade”.

 Seguidos os momentos de discurso, foi logo descerrada a placa que inaugura o Centro de Dia para idosos residentes na área de influência do NAC.

 Joaquim Coimbra, presidente do Núcleo de Arte e Cultura, agradeceu e prometeu trabalhar para garantir o sucesso da iniciativa, que foi contemplada com 5.000 euros doados pelo Governo português, que também contribuíu com 8.000 euros para apoiar o festejos do Dia de Portugal em Joanesburgo.

 O almoço foi servido, em buffet e, após a refeição foram entregues as Medalhas de Mérito Jovem. Savannah Fer-reira Esteves, na categoria cultura; Simone Kayla Henriques, na categoria de despor-to; Daniel Cardozo, desporto; Roberto Adão, mérito artístico; Ricardo Torres Lourenço, des-porto e a Daniel Neves Argentin, recebeu a medalha de mérito academico.  Após a entrega das medalhas, foi a vez do Rancho Folclórico Terras do Norte actuar. Actuaram também em dança Savannah Esteves e cantaram Leandro Coimbra e Roberto Adão.

 José Cesário confessou ao Século de Joanesburgo "es-tou feliz por estar aqui, nesta casa. O NAC é especial para mim. Como sabem, o comendador Gilberto Leal foi um grande percursor e impulsionador desta casa. Infelizmente morreu cedo e ele certamente gostaria que as pessoas estivessem sempre cá e continuassem a vir. Mas é sempre bom cá estar, ver que continuam com estas tradições de entregas de Medalhas de Mérito, principalmente a esta gente jovem e que as tradições continuam vivas. As pessoas ligadas a Portugal e às tradições da pátria. E por fim, ver que a comunidade aparece e está em peso.”

 Inquirido como decorreram os festejos do 10 de Junho na Cidade do Cabo, de onde acabara de chegar, o Secretá-rio de Estado confessou-nos que “não esteve tanta gente, mas eram, à vontade, umas trezentas pessoas que lá estavam. Foi uma festa muito bonita!”

 Alexandre Santos, presidente da comissão organizadora do 10 de Junho, afirmou-nos estar feliz e que “sinto-me orgulhoso pela forma como decorreram os festejos. De uma forma geral, o público gosta e mais uma vez é uma expressão do dinamismo das associações e da comunidade. Mas também o apoio que a Comunidade dá numa data tão importante”, rematou Santos.

 Soube-se ainda que o Governo de Portugal atribuíu, através do Secretário de Es-tado, oito mil euros para ajuda nas despesas das comemorações do 10 de Junho.

 A tarde foi encerrada com a actuação dos Anjos, duo formado por Sérgio Miguel Pau-lino Rosado e  Nelson Manuel Paulino Rosado. Muitos foram os que permaneceram nas instalações do NAC até ao se-rão em convívio e celebração do Dia de Portugal.