Jovem golfista Symone Henriques faz sucesso nos Estados Unidos

0
163
Jovem golfista Symone Henriques

Jovem golfista Symone Henriques A jovem golfista lusodescendente Symone Henrique, de apenas 9 anos, participou em dois torneios nos Estados Unidos, mais precisamente no World Championship Pepsi for Little People e classificou-se na quarta posição, tendo defrontado, jogadoras da sua faixa etária, representantes de outros países . Ela é o orgulho de seus pais Gina e Rui Henriques.

 A Symone também competiu no Country Youth Classic em Bloomington, também nos Estados Unidos e, com todo o mérito venceu o torneio, conquistando o primeiro lugar.
 Estivémos com a jovem Symone e quisémos saber como tudo começou.
 “Tinha os meus seis anos quando comecei a dar as primeiras tacadas no golfe.
 Estava na escola de Glenanda e como parte das actividades desportivas, nesse ano introduziram a modalidade.
 Experimentei e gostei muito, quando fui para casa, estava muito excitada e pedí aos meus pais para me comprarem os tacos. Eles falaram com a minha professora e ela disse que na realidade, apesar dos meus seis anos eu tinha geitinho para o golfe.
 Depois daí comecei a jogar a entrar nas competições e a repartir os meus tempos livres com a modalidade que adoro.”

 E esta participação nos torneios dos Estados Unidos?
 Ela foi possível porque no presente ano participei no World Qualification Champi-onship e fui escolhida para representar a África do Sul.”
 Como te sentiste com essa escolha?
 “Muito orgulhosa mas também com um bocado de re-ceio, pois era uma grande res-ponsabilidade representar a África do Sul, enfrentando as outras jogadoras mundiais.”
 Mas deste boa conta do recado…
 “Posso dizer que sim, pois conquistei um quarto e um primeiro lugar.
 Além disso fui convidada a participar em mais torneios internacionais. Um em França em Outubro e outro na Flórida em Dezembro.”
 E como fazes face às despesas de deslocação?
 “Tenho tido patrocinadores que têm sido incansáveis com o seu apoio. Aproveito para lhes agradecer, bem como as pessoas que organizaram festas para angariar fundos.
 Para os próximos torneios espero que os patrocinadores voltem a ajudar.” .