José dos Santos é o novo Presidente da operadora sul-africana de telemóveis Cell C

0
67
José dos Santos é o novo Presidente da operadora sul-africana de telemóveis Cell C

José dos Santos foi nomeado na sexta-feira presidente da Cell C, o terceiro maior operador sul-africano de tele-móveis, com 13 milhões de assinantes. A confirmação do administrador português naquelas funções seguiu-se a um período de cinco meses de interinidade em que substituíu Alan Knott-Craig, que adoeceu gravemente.

  Parcialmente recuperado da trombose de que foi vitima, Knott-Craig, que tinha ingressado na Cell C a 12 de Abril de 2012, regressou no passado dia 5 de Maio à empresa como membro executivo da administração com as funções de consultor e conselheiro, providenciando o seu apoio à Cell C e a Oger Telecom Group.

  Ao anunciar estas alterações, o presidente do Conselho de Administração da Cell C, Mohammed Hariri, agradeceu a José dos Santos o seu precioso trabalho como CEO interino, acrescentando que a empresa cresceu de forma muito sólida e com muito sucesso sob a sua liderança.

  José dos Santos tem mais de vinte anos de experiência no sector das telecomunicações e das indústrias afins. Ele fez parte, como MD, da equipa que iniciou o operador móvel Cell C, em 2001, como único competidor das redes então existentes da Vodacom e MTN. Antes, tinha sido MD da Autopage Cellular e igualmente administrador na Message Link e Alcatel.

  Membro do South African Institute of Directors e South African Institute of Marketing Management, José dos Santos foi CEO da Vodacom Moçambique entre 2005 e 2012.

  No período de cinco meses em que desempenhou interinamente as funções de CEO, a Mirage Telecom, a Com-verse e a Cell C assinaram um acordo a fim de, com base nas sinergias desta parceria, ser criada uma plataforma de uma nova rede virtual móvel para operar no mercado.

  O novo presidente da Cell C nasceu em Angola e é filho de Célia dos Santos e de José Maria dos Santos, antigo presidente da Academia do Bacalhau de Joanesburgo e actual líder da tertúlia “Santo e Pecadores” da Comunidade Portuguesa de Joanesburgo.