Jardim defende demissão do ministro das Finanças

0
82
Jardim

JardimO presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, defendeu a demissão do ministro das Finanças, Teixeira dos Santos.

 “Se o ministro das Finanças, depois do que se tem passado, dos problemas que se têm passado no país ainda quer impor mais medidas agravantes, seria mais ético pedir a demissão”, disse Jardim após uma audiência com os corpos dirigentes da Ordem dos Médicos da Madeira.
 Para o líder madeirense, “o país está afogadíssimo, a economia já entrou em recessão por causa destas medidas”, com as quais, salienta, nunca concordou.

“Entendo que as finanças têm que estar ao serviço da economia e não a economia ao serviço das finanças”, sublinhou Jardim.
 Segundo o governante insular, “agravar mais isto, ainda vai aumentar mais o desemprego e não vai resolver nada, porque se a economia entrar em maior recessão, vai ter menos receitas e o país não morre da doença, morre da cura”.
 Quando instado a opinar se a população devia vir para as ruas manifestar o seu desagrado, Jardim declarou: “como revolucionário queria que eu dissesse que não fazia falta” que as pessoas se mobilizassem.