Inaugurada unidade industrial Cosira Vulcan que envolveu investimento de 200 milhões de randes

0
78
Cosira

Cosira A nova unidade industrial, Cosira Vulcan, está instalada em Vulcania, nos arredores de Joanesburgo, numa área coberta de 36.000 metros quadrados, que envolveu um investimento de 200 milhões de randes.

 Manuel João Fortunato da Silva, natural da Póvoa de Varzim, Portugal, e radicado na África do Sul há mais de quatro décadas, estava radiante quando a Reportagem do “Século” o entrevistou, momentos depois de ter inaugurado o novo complexo industrial Cosira Vulcan:

 “Deus cria e o homem sonha!” – começou por nos di-zer, agora que viu concretizado um marco da sua destacada trajectória de serralheiro profissional que começou com uma pequena oficina com apenas três empregados em 1988. Tem agora 600 trabalhadores na nova unidade Cosira Vulcan e mais 2.000 nas três fábricas Cosira em Heriotdale e nos estaleiros onde são executadas as montagens.

 Solicitado a pronunciar-se sobre os países onde tem feito operações de alta es-pecialidade e prestígio, Manuel João Fortunato da Silva referiu que “estamos sedeados na África do Sul e temos feito muitos trabalhos neste país, sobretudo em estuturas metalo-me-cânicas para as minas, bem como torres de transmissões e serviços de assistência técnica a gruas e guindastes. Além da RSA, em África, fazemos trabalhos na Zâmbia, Namíbia, Zimbabwé e Moçambique. A nossa expansão na África Austral vai intensificar-se em 2010 com a abertura de representações em Angola e no Maláwi, já no princípios do próximo ano”.

 Observou ainda que “a Cosira fez trabalhos na Nigéria, Canadá, China, Ar-gélia, Mauritânia e Irlanda do Norte. No futuro, é nos-sa intenção abrir também uma representação no Chile, que seja um ponto de partida para execução de projectos em países da América Latina e do Sul, entre os quais o Brasil”.