Inaugurada a Academia do Bacalhau de Perth, na Austrália Ocidental

0
168
Inaugurada a Academia do Bacalhau de Perth, na Austrália Ocidental

Inaugurada a Academia do Bacalhau de Perth, na Austrália OcidentalNo convívio semanal de quinta-feira passada na Adega de Bedfordview, o presidente da Academia-Mãe, Nelson Reis, deu conhecimento aos compadres sobre a abertura oficial da Academia do Bacalhau de Perth, na Austrália Ocidental, que se verificou a 5 de Março.

 A cerimónia, que decorreu numa das salas do Clube Português em Fremantle, contou com a presença de representantes das academias de Joanesburgo, Pretória e Madeira, respectivamente, os compadres Nelson Reis e Agostinho Rodrigues; Ramiro Jorge; e António Sales.
 Também esteve presente o cônsul-geral de Portugal em Sydney, dr. Simeão de Mesquita.

 Regista-se que na noite de oficialização,compareceu a RTP Internacional, que fez a reportagem do evento.
 A festa foi abrilhantada pelos artistas idos de Sydney, nomeadamente os consa-grados Tony Latino (vocalista e viola), Manuel Iria na guitarra portuguesa, e o jovem e talentoso fadista Ricardo da Silva, que deram à noite de abertura um toque de classe.
 Ao evento associaram-se ainda o compadre João Balula Cid, ele próprio compadre da Academia da Costa do Estoril, em Portugal, que, com o seu quarteto musical, abrilhantou a tarde de domingo dia 6.

 Assinala-se ainda que foi recebida mensagem da conselheira das Comunidades, Ana Pereira, que lamentou não poder estar presente, devido ao facto de ter de se deslocar a Portugal em missão de trabalho inerente à sua posição.
  Refira-se que o presidente Nelson Reis, no convívio da tertúlia na semana passada  em Joanesburgo, disse que esteve para não abrir a Academia do Bacalhau de Perth, por ter verificado que não existia ali o espírito que preside ao movimento das academias, com os participantes na cerimónia de abertura ali presentes afluido para mais um evento festivo e desconhecendo os objectivos das Academias do Bacalhau”.

  O presidente honorário da ABJ, Adriano Leão, propôs que fosse feito um “gavião de penacho” ao compadre Nelson Reis, por uma semana após ter sido eleito, ter ido abrir a Academia do Bacalhau de Perth, na Austrália, cumprindo uma das deliberações emanadas de um Congresso Mundial das Academias.

  Também propôs outro “gavião de penacho” em reconhecimento ao compadre Ivo de Sousa, presidente da Academia do Bacalhau de Pretória, pelos bons resultados fi-nanceiros obtidos.
  Ivo de Sousa, no seu breve improviso, agradeceu o “gavião de penacho” e anunciou que a Academia do Bacalhau de Pretória vai fazer o donativo de 5.000 randes à Academia-Mãe. Também referiu que “os bons resultados financeiros obtidos pela Academia do Bacalhau de Pretória são também devidos ao grande apoio que tem recebido do Século de Joanesburgo”.