I Liga: Benfica em crise soma quarto empate consecutivo

0
12

O Benfica somou na quarta-feira o quarto jogo consecutivo sem vencer, ao empatar 2-2, na deslocação ao Portimonense, depois de ter estado em vantagem por dois golos no jogo da 26.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

  Os encarnados chegaram ao intervalo em vantagem, com golos de Pizzi, aos 18 minutos, e André Almeida (31), tendo Dener (66) e Júnior Tavares (76) assinado os tentos algarvios.

  Para o encontro com o Portimonense, Bruno Lage fez apenas uma alteração no ‘onze’ em relação à jornada anterior com o Tondela, apresentando Cervi no lugar de Gabriel.

  No Municipal de Portimão, o Benfica entrou melhor, assumindo o controlo do jogo, não deixando espaço para os algarvios desenvolverem o seu futebol e fechando todos os caminhos para a sua área.

  Embora com o controlo do jogo, os encarnados só aos 15 minutos é que ameaçaram a baliza de Gonda, com Rafa a falhar a baliza, após o guarda-redes algarvio ter defendido para a frente um remate de André Almeida.

  No seu melhor período, o Benfica abriu o marcador por intermédio de Pizzi, que finalizou a assistência de Rafa dentro da área.

  A vantagem deu ainda mais confiança e consistência ofensiva aos encarnados que, aos 31 minutos, dilataram a vantagem com um golo de André Almeida, ao aproveitar uma falha da defesa algarvia, assinando o seu terceiro esta temporada.

  Durante a primeira parte, o Portimonense foi incapaz de contrariar o melhor futebol do Benfica, tendo apenas registado um remate, mas longe da baliza de Vlachodimos.

  No segundo tempo, inverteram-se os ‘papéis’, tendo o Portimonense corrigido algumas das fragilidades a meio-campo, demonstradas no primeiro tempo, tendo surgido mais ‘agressivo’ e pressionante sobre o adversário.

  Ainda assim, foi o Benfica quem teve oportunidade para ampliar o marcador, quando, aos 54 minutos, Taarabt falhou por pouco a baliza de Gonda.

  Aos 63 minutos, Bruno Lage foi obrigado a fazer alterações na equipa, devido à lesão de Grimal-do após um choque com Hackman, entrando para o seu lugar Nuno Tavares.

  Aos 66 minutos, o Benfica foi surpreendido com o golo dos algarvios, com Dener a dar o melhor seguimento à bola, na sequência de um livre cobrado por Tabata.

  O Benfica acusou o golo e o Portimonense acreditou que podia chegar ao empate, o que veio a acontecer aos 76 minutos, com Júnior Tavares a bater Vlochodimos com um remate forte e colocado, de fora da área.

  Até ao final, Bruno Lage tentou dar à volta ao jogo dos ‘encarnados’, lançando de uma só vez Seferovic, Gabriel e Dyego Sousa, mas o Benfica mostrou-se incapaz de levar os três pontos de Portimão.

  Com este resultado, o Portimonense deu um passo importante na luta pela manutenção, enquanto o Benfica voltou a empatar para o campeonato e deixou o FC Porto se isolar no comando da I Liga, comprometendo a revalidação do título nacional.