Homenagem aos Tricampeões na Casa do Benfica em Pretória

0
41
Comunidades

Com um concorrido almoço tipo “self-service”, de cuja ementa faziam parte a sopa de marisco, o bom camarão, feijoada, carne à jardineira, lombinhos de porco, galinha assada, salada e variada doçaria para sobremesa, iniciado com a prece em termos de bênção da refeição, ali dirigida por PS Reddy, ao convívio patrocinado por Jaime de Caires e Jorge Gonçalves, estes dois benfiquistas que já no ano transacto haviam sido “sponsors” de idêntica homenagem, na altura aos bicampeões nacionais, a Casa do Benfica, em Pretória, festejou na tarde do penúltimo sábado, 25 de Junho, e à sua boa maneira, a proeza do “glorioso”, ao conseguir nesta última temporada futebolística, revalidar o título de campeão nacional de futebol da primeira divisão, que vence pelo terceiro ano consecutivo.

 De casa cheia, onde a maior mesa voltou a ser a da ACPP, aqui já com algumas pessoas vindas de Portugal, convidadas para o aniversário natalício do comendador Mário Ferreira, contando-se entre os presentes no salão, em que só na colecta voluntária efectuada pelas mesas foram angariados R17.120.00, isto fora o resultado do bar, por aqui se podendo avaliar o número de pessoas que se juntaram aos festejos, entre os quais o coordenador das recentes comemorações do Dia de Portugal, em Pretória e presidente da Casa Social da Madeira, Samuel da Silva e sua esposa Ana Paula, os comendadores Estêvão Rosa e Mário Ferreira, os presidentes, da ACPP, Américo Pimentel, o da Aca-demia do Bacalhau Tony Oliveira, e algumas pessoas ligadas à Casa da Moeda de Joanesburgo, que em ocasiões especiais não deixam de colaborar com esta representação benfiquista da capital.

  Os agradecimentos às presenças ali naquela tarde, de modo especial aos patrocinadores, a quem em reconhecimento foram oferecidas lembranças, estiveram a cargo do presidente desta casa afecta ao “glorioso”, Lino Faria, que na colaboração que tivera para a confecção do almoço, destacou em serviço de cozinha João Serradinho, José Dias Roda, Manuel da Silva, Rui dos Santos e Fernando Ferreira, não esquecendo a contribuição de outros directores noutras áreas, onde in-cluiu o serviço de bar, vendo-se nesta especial confraternização, para assim dar mais realce ao sentido da homenagem aos tricampeões nacionais, vários convivas acompanhados das esposas e

outros familiares, com camisolas encarnadas, cachecóis e outros artigos alusivos ao tributo que ali era prestado ao Sport Lisboa e Benfica.

 Pelo ex-presidente da Assembleia-Geral desta mesma casa, Jaime de Caires, e para dar mais alegria à comemoração, foi cantada a conhecida marcha “ser benfiquista”, diga-se com alma na voz, a fazer lembrar o saudoso Luís Piçarra, autor desse tributo lírico ao clube encarnado, com sede na Rua Jardim do Regedor, em Lisboa, sendo ali agradecido aos simpatizantes de outros clubes portugueses, que com a sua presença de-ram mais brilho à comemoração, tudo terminando em beleza.