Homenagem à Irmã Esmeralda

0
47
Homenagem à Irmã Esmeralda

Homenagem à Irmã EsmeraldaHomenagem à Irmã Esmeralda enfermeira do Lar de Idosos da Sociedade de Beneficência. O Lar Rainha Santa Isabel, da Sociedade Portuguesa de Beneficência da África do Sul, alberga actualmente nas suas instalações em Albertskroon 85 idosos, doze dos quais se encontram no Centro de Apoio a Debilitados.

Não é difícil imaginar o volume de trabalho que a situação requer e o esforço e dedicação que a tarefa exige. Nesta acção de cuidar dos idosos mais debilitados e de acorrer às enfermidades que surgem no dia a dia de todos os outros residentes do Lar, tem-se destacado a Irmã Esmeralda, enfermeira moçambicana a quem está confiada a chefia dos serviços de saúde.

Por isso, foi-lhe exarado um louvor e prestada uma homenagem pelo Presidente do Board of Trustees da SPB, Rogério Varela Afonso, num convívio que decorreu no refeitório do Lar, no penúltimo sábado, durante o almoço dos residentes e no qual participaram o Presidente da Beneficência, comendador Bernardino Faria, os directores Rui Fernandes e Cleto Ramos, o presidente da Academia do Bacalhau de Joanesburgo, comendador Rudy Gallego, os vice-presidentes desta tertúlia, Tony Pestana e Eduardoestana, e a directora do Lar, Fátima Curado.

 

 

 

“Vim aqui hoje, na minha qualidade de Presidente do Board of Trustees, para – na presençados membros da Direcção da Sociedade ortuguesa de Beneficência que convidei para me acompanharem nesta cerimónia – prestar homenagem a uma das nossas trabalhadoras, a Irmã Esmeralda, enfermeira deste nosso Lar de Idosos” – disse Varela Afonso, acrescentando que “toda a gente sabe – e, melhor do que eu, sabem-no os residentes a quem a Irmã dá assistência e ministra cuidados de saúde – da sua dedicação às funções que desempenha, fazendo-o no silêncio da sua condição de religiosa e ciente de que, com a ajuda que presta aos seus irmãos em Cristo, está a servir a Deus”. “Nela – prosseguiu o orador – pretendo igualmente enaltecer a excelente interactividade que existe entre as comunidades portuguesa e moçambicana, ambas imigradas neste País, destacando os postos de trabalho que esta Casa portuguesa proporciona e os serviços que os trabalhadores moçambicanos aqui prestam, facilitados por uma língua comum e por sentimentos de humanidade que a História aproximou”.

“Hoje, a homenagem é dedicada à Irmã Esmeralda e ao seu espírito de missionária” – saliento  o Presidente do Board of Trustees. A Irmã Esmeralda chegou ao Lar da SPB a 14 de Abril de 2006 pela mão da Madre Superiora da Congregação das Irmãs Franciscanas Nossa Senhora Mãe de África, Irmã Glória Macamo, e foi confiada à instituição na pessoa do Presidente Bernardino Faria. São de destacar os esforços envidados pelo Reverendo Padre Lemos e pelo Presidente da Beneficência para que o Arcebispo de Maputo, D. Alexandre, “nos concedesse o privilégio de receber uma das suas freiras, profissional de enfermagem”.