Heritage Day em Durban teve a participação de carro alegórico de Portugal com ranchos folclóricos

0
61
Heritage Day em Durban

Heritage Day em Durban No Editorial publicado no Século de 19 de Setembro de 2011, entitulado “O nosso espaço”, o último parágrafo  refere: “A tradição portuguesa está instalada. Por isso, temos que saber continuar a arranjar espaço nos eventos do Heritage Day para promover e divulgar os valores culturais que trouxémos ao enriquecimento do mosaico humano da África do Sul”.

  O Departamento de Governo Internacional do Kwa-Zulu Natal organizou um cortejo alusivo a este feriado nacional. A comunidade portuguesa foi convidada a participar com a finalidade de divulgar os seus cantares e danças folclóricas.

  As respectivas organizações portuguesas que possuem grupos folclóricos foram contactadas para participarem, a fim de demonstrar à população da província que, nós portugueses, estamos sempre dispostos e orgulhosos a compartilhar a nossa cultura com as outras comunidades. O Grupo Folclórico da Associação Portuguesa do Kwa-Zulu Natal e o Grupo Regiões de Portugal aceitaram o convite e participaram no cortejo. Os trajes das várias regiões que os membros vestiam chamou a atenção, curiosidade e admiração por parte da multidão, assim como o som da mú-sica e canções típicamente portuguesas, resultando em algumas pessoas a compartilhar nos dançares com os membros dos grupos folclóricos portugueses.

  O presidente da APKZN, eng. Carlos Teixeira organizou o grupo, assim como a decoração do carro alegórico com alguns dos seus sócios, demonstrando mais uma vez a participação da nossa comunidade. 
  O carro alegórico de Portugal encontrava-se decorado com arcos de flores de co-res garridas, com duas bandeiras de Portugal e duas da África do Sul e na parte de trás a bandeira da Associação Portuguesa do KwaZulu Natal.

  Pelas 8 horas da manhã com sol e uma brisa de primavera, começaram a chegar os carros alegóricos, assim como os grupos de várias escolas, comunidades, es-cuteiros, palhaços, fanfarras, majorettes, polícia montada, bombeiros, dançarinos, e catorze “rickshaws” que foram usados pa-ra transportar as autoridades das cidades que assistiram ao cortejo, totalizando trinta e dois grupos e carros alegóricos.
  Às 10 horas o presidente da Camâra da Municipalidade de eThekwini, vereador James Nxumalo deu as boas vindas e declarou o cortejo oficialmente inaugurado.

  Pouco depois o cortejo saiu da zona da Camâra Municipal e seguiu pela Smith Street, atravessou a Russell Street, regressando pela West Street até à Câ-mara. Após a chegada alguns grupos exibiram-se antes de partirem para Phoenix, onde continuaram as celebrações do Heritage Day ao longo da tarde.

  Um cortejo onde eram bem visíveis as diferentes culturas, quer tradicionais ou mais modernas, que existem na província do KwaZulu Natal, incluíndo danças, cantares, música, trajes, assim como várias inovações exibidas pela juventude, tais como reciclagem e ambiental.
  Todavia foi notável e devemos realçar a maneira disciplinada e o compartilhamento de forma pacífica e amigável que todos os participantes demonstraram neste cortejo.