Helpo presta apoio a 16 102 pessoas no Norte de Moçambique

0
56

A organização não-governamental portuguesa de ajuda humanitária Helpo, está em Moçambique há vários anos, a actuar principalmente na área da Educação. Com a grave crise humanitária no Norte do país, o Século de Joanesburgo falou via Skype com Carlos Almeida, responsável da organização em Moçambique, para termos outro ponto de vista do conflito e das consequências que este provoca. Os números são assustadores: mais de 250 mil deslocados internos dos quais estimam-se que meta-de sejam crianças. São 16 102 pessoas que a Helpo está a ajudar.