Governo e empresas acreditam no potencial das relações com a Rússia

0
41
“O Governo e as nossas empresas acreditam que existe um potencial para o aumento dos fluxos bilaterais de comércio e investimento, bem como para uma maior diversificação de setores. A Rússia tem 143 milhões de habitantes e um potencial de oportunidades grande”, disse António Pires de Lima. O vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, liderou a terceira missão de captação de investimento à Rússia, depois do Reino Unido e da Alemanha, numa comitiva que integrou o ministro da Economia, os secretários de Estado do Turismo, Adolfo Mesquita Nunes, da Alimentação e Investigação Agroalimentar, Nuno Vieira de Brito, e o presidente da AICEP - Agência para o Investimento e Comércio Ex-terno de Portugal, Pedro Reis O turismo é uma das apostas desta missão. “As visitas estão a aumentar cerca de 20% este ano, mas as oportunidades de captação são imensas, quer nas estadias de duração curta, quer no turismo residencial”, acrescentou Pires de Lima. Ainda no âmbito do Turismo, esta visita foi marcada pelo anúncio de duas novas operações da Rússia para o Algarve. Entre outros segmentos de aposta estão a moda e o design, energia, tecnologias de informação, infraestruturas e a área farmacêutica. Durante esta missão, foram contactados fundos de investimento e mantidas reuniões institucionais e contactos políticos de alto nível. Em Moscovo decorreram contactos com as autoridades russas, tendo em vista desbloquear o acesso ao mercado por parte de empresas portuguesas, nomeadamente do sector agroalimentar. No âmbito da visita, Paulo Portas teve reuniões com o ministro para as Situações de Emergência, que representa a Rússia na comissão bilateral mista. Teve ainda encontros com potenciais investidores em Portugal e com o chefe da Administração Presidencial, Sergei Ivanov. As exportações de bens portugueses para a Rússia subiram 51,4% entre Janeiro e Setembro deste ano, face a igual período de 2012, para 207,4 milhões de euros. Em igual período, as importações de produtos russos subiram 79,5% para 747,8 milhões de euros. Esta é a terceira missão de captação de investimento, depois da de Londres, a 21 de Outubro, e a de Berlim, a 15 de Novembro.

O ministro da Economia, que se encontrava em Moscovo na terceira missão de captação de investimento, disse que o Governo e as empresas acreditam no potencial das relações entre Portugal e Rússia.