Governo de Angola vende 53 fábricas a investidores privados

0
109
economico

O governo de Angola vai vender a entidades privadas, até Agosto próximo, 53 unidades industriais instaladas na Zona Económica Especial Luanda/Bengo (ZEELB), de acordo com um despacho presidencial publicado na folha oficial.

  O despacho autoriza a “transferência da totalidade das quotas representativas do capital social” dessas unidades industriais para “entidades empresariais privadas detentoras de capital, conhecimento e tecnologia suficiente” para as desenvolver, de acordo com a agência noticiosa Lusa.

  O processo de alienação do capital das 53 empresas a privados será conduzido, determina o mesmo despacho, pelos Ministérios da Economia, Indústria e Finanças e o processo de transferência “deve ficar concluído no prazo máximo de 3 meses.”

  Localizada a 30 quilómetros do centro de Luanda, a ZEELB, um projecto até agora gerido pelo Estado angolano, envolveu um investimento público de quase 80 milhões de dólares para instalar 73 fábricas e compreende sete reservas industriais, seis reservas agrícolas e oito reservas mi-neiras, numa área total de 8300 hectares entre os municípios de Viana, Cacuaco, Icolo e Bengo (Luanda), Dande e Ambriz (Bengo).