Governo da Malásia adverte muçulmanos para não celebrarem São Valentim

0
99
Governo da Malásia adverte muçulmanos para não celebrarem São Valentim

Mais de 300 voluntários participaram num programa do Governo da Malásia que alerta os muçulmanos contra a celebração do São Valentim, por considerar que esta vai contra os princípios do islão, noticiou a imprensa local.

 O director do Departamento de Desenvolvimento Islâmico, Othman Mustapha, disse que os voluntários de ambos os sexos, entre os 19 e 25 anos de idade, se deslocaram a diferentes locais da capital para lançar a mensagem contra o Dia dos Namorados, noticiou a agência espanhola Efe.

“Os jovens voluntários podem dar conselhos e explicar o Dia de São Valentim à comunidade muçulmana. Dirigem-se a jovens, pais e à comunidade para alertar a importância de não celebrar este dia”, afirmou Othman, segundo a agência local Bernama.

 O Conselho Nacional Fatwa da Malásia emitiu em 2005 um decreto religioso islâmico (ou fatwa) contra a celebração do São Valentim, por considerá-lo uma festividade cristã com elementos pagãos contrários ao islão.

 Em 2011 mais de 100 casais foram admoestados pela Polícia religiosa por celebrarem o Dia dos Namorados.

 Cerca de 60 % da população da Malásia pratica o islão, enquanto a restante, de origem chinesa, indiana ou indígena, pratica o budismo, o cristianismo, o hinduísmo ou tem crenças animistas.