Governo angolano vai autorizar entrada de expatriados importantes para a economia

0
35

O Presidente angolano anunciou que o Governo vai abrir excepções para a entrada no país de expatriados que trabalham em sectores-chave da economia de Angola, a exemplo do que acontece com o sector petrolífero.

  João Lourenço discursava na abertura da reunião extraordinária do Conselho da República, que analisou a situação da covid-19 em Angola.

  O chefe de Estado angolano frisou que, apesar das restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus, desde março passado, nomeadamente a cerca sanitária nacional, que teve implicações nos voos de carreira internacionais, vão ser abertas excepções devidamente reguladas.

  “Para permitir que os expatriados que trabalhem em Angola, nos sectores-chave da nossa economia, nas empresas privadas e nos projectos públicos de infraestruturas que importa concluir possam viajar, a exemplo do que já acontece no ra-mo dos petróleos onde as entradas e saídas dos expatriados nunca cessou”, justificou.

  Angola tem as suas fronteiras fechadas desde o dia 20 de Março, para tentar conter a propagação da pandemia, mas tem autorizado a realização de voos de carga e de caráter humanitário para os estrangeiros que desejem regressar aos seus países de origem e repatriamento de cidadãos angolanos que se encontravam retidos no exterior.