Gonçalo Abreu e Heldon dão primeira vitória ao Marítimo na última jornada da Liga Europa

0
55
Gonçalo Abreu e Heldon dão primeira vitória ao Marítimo na última jornada da Liga Europa

O madeirense Gonçalo Abreu e o cabo-verdiano Heldon marcaram os golos do pri-meiro triunfo do Marítimo no Grupo D da Liga Europa de futebol, frente aos belgas do Club Brugge, por 2-1, em jogo da última jornada.

 Os belgas, que marcaram, através Refaelov, de grande penalidade, foram relegados para o último lugar do Grupo, enquanto os insulares ficaram com o terceiro posto.

 No jogo de despedida da Liga Europa, o Marítimo apresentou no "onze" inicial apenas dois dos habituais titulares: o guarda-redes Salin e o avançado Sami.

 As poupanças ficaram a dever-se fundamentalmente ao dérbi de domingo, frente ao Nacional, e à necessidade de dar descanso aos jogadores mais utilizados.

 Com o afastamento decidido na jornada anterior, os insulares tinham como aliciante o facto de a vitória permitir ultrapassar os belgas na classificação, além do importante encaixe financeiro (200 mil euros) dado pela conquista dos três pontos.

 Contudo, o jogo não come-çou da melhor forma para os "verde-rubros", algo lentos e apáticos, uma atitude que, aliada à entrada forte do Brugge, permitiu alguns lances de ataque ao adversário, o mais perigoso protagonizado por Meunier, aos cinco minutos, num remate ao lado, após um cruzamento da esquerda.

 A equipa madeirense recompôs-se e, aos 15 minutos, criou o primeiro lance de perigo: Rúben Brígido bateu um livre, a bola foi cortada pela defesa adversária, sobrando para Semedo que rematou ao lado.

 No melhor período da equipa na primeira parte, o Marítimo marcou, aos 19 minutos, por Gonçalo Abreu, de cabeça, após um canto de Luís Olim.

 Previa-se que o golo espevitasse em definitivo um jogo que a espaços se mostrava lento e pouco objetivo, mas não foi assim, uma vez que, até ao intervalo, os jogadores das duas equipas continuaram a mostrar-se pouco inspirados.

 Na segunda parte, o Marítimo assumiu o comando do jogo, mas aos poucos o Brugge equilibrou as ações, embora os lances junto das balizas continuarem a ser escassos.

 Ainda assim, aos 56 minutos, João Guilherme, na cobrança de um livre, levou o perigo à baliza belga, mas o forte re-mate do brasileiro saiu ao lado.

 Já com os titulares Heldon, Rafael Miranda e Danilo Dias em jogo, o Marítimo pareceu querer gerir a "magra" vantagem, mas o golo de Refaelov, marcado aos 86 minutos, através de uma grande penalidade, a castigar uma mão de Adilson, obrigou a equipa a um esforço extra nos últimos minutos.

 Esse esforço foi premiado com o golo da vitória, da autoria de Heldon, aos 87 minutos, após um cruzamento de Briguel.