Golo de Esmael nos descontos coloca Rio Ave nas fase de Grupos

0
78
Golo de Esmael nos descontos coloca Rio Ave nas fase de Grupos

O Rio Ave garantiu uma inédita qualificação para a fase de Grupos da Liga Europa de futebol, depois de vencer os suecos do Elfsborg, por 1-0, graças a um golo, já nos descontos, do avançado Esmael.

 O tento permitiu aos vila-condenses inverterem a desvantagem de 2-1 trazida da Suécia, no jogo da primeira mão deste "play-off" de acesso, depois de uma partida em que a formação lusa foi sempre superior, mas que não evitou o sofrimento até final devido a pechas na finalização.

 A equipa portuguesa até mostrou que queria chegar cedo ao golo que lhe permitia tomar a dianteira na eliminatória, entrando bem na partida, impondo um ritmo forte e chamando a si a iniciativa, o que lhe permitiu criar as primeiras oportunidades de perigo do encontro.

 Pouco depois do quarto de hora, o defesa Prince, servido por Filipe Augusto, teve nos pés o golo, mas, no momento do remate, atrapalhou-se, numa falta de eficácia replicada, pouco depois, por Hassan.

 O Elfsborg preferia não se aventurar em terrenos mais adiantados, e apostou numa defesa coesa e numa linha média muito povoada, que, a espaços, tentava explorar o contra-ataque. Ainda assim, um remate de Hauger, por cima, foi o melhor que os suecos conseguiram.

 Com o andar do cronómetro, o Rio Ave foi perdendo algum do fulgor inicial, e, com isso, também o discernimento para furar a defesa contrária, passando a viver de algumas jogadas individuais, que nem sempre tiveram a melhor avaliação.

 Prova disso foi a forma como Bressan, depois de bom trabalho de Ukra e Diego Lopes, não revelou a frieza necessária, quando, isolado frente ao guardião sueco, atirou ao lado, mantendo o nulo com que se chegou ao intervalo.

 O regresso do descanso conseguiu renovar alguma da motivação dos vila-condenses, com a equipa novamente a assumir as despesas do jogo, e mostrar-se bem mais ofensiva. No entanto, o rendimento de alta rotação da primeira parte teve as suas consequências na disponibilidade física dos lusos.

 Pedro Martins percebeu isso e trocou Bressan pelo jovem Boateng, na tentativa de imprimir mais velocidade nas alas, e, mais tarde, Diego Lopes por Jebor, ganhando músculo numa frente de ataque alargada a quatro unidades.

 No entanto, apesar da ousadia do técnico, a artilharia vila-condense não mostrava o esclarecimento necessário nos momentos decisivos, e embora até conseguisse ganhar espaço nas movimentações ofensivas, pecava na altura da finalização.

 Nos momentos finais, quando a eliminação parecia cada vez mais uma certeza, Hassan, aos 88 minutos, protagonizou um cabeceamento que serviu de derradeira inspiração para o tento decisivo de Esmael, lançado no jogo a 10 minutos do final.

 O avançado luso protagonizou uma rápida desmarcação, e perante saída do guardião sueco teve a frieza para dar um toque subtil que fez a bola dirigir-se lentamente para o fundo das redes do Elfsborg, colocando em delírio os mais de oito mil adeptos presentes nos Arcos.

 No ano de estreia nas competições internacionais, o Rio Ave conseguiu chegar à fase de Grupos da Liga Europa, depois de eliminar duas equipas suecas: IFK Gotemburgo e Elfsborg.