Funcionários públicos com actividade privada vão ser investigados pelo Conselho da Corrupção

0
54
Conselho de Prevenção da Corrupção

Conselho de Prevenção da CorrupçãoO Conselho de Prevenção da Corrupção vai investigar os funcionários do Estado que exerçam simultaneamente actividades privadas “na perspectiva dos conflitos de interesse” e “debruçar-se sobre o fenómeno da corrupção fiscal”, disse José Tavares à agência Lusa.

 O director geral do Tribunal de Contas, que é também secretário geral do Conselho de Prevenção da Corrupção por inerência, afirma que estas são as duas áreas em que a entidade resolveu apostar, e que são fruto de uma reunião dos conselheiros.
 “O CPC vai analisar as acumulações e incompatibilidades de quem exerce funções públicas, mas apenas na perspetiva de conflitos de interesses entre o que é público e o que é privado”, disse José Tavares.