Filipe Albuquerque venceu 24 horas de Daytona

0
156

Piloto de Coimbra, campeão mundial e europeu em título, triunfou pela segunda vez na mais importante das corridas de resistência norte-americanas

  O piloto natural de Coimbra, Filipe Albuquerque em equipa com Ricky Taylor (EUA), Alexander Rossi (EUA) e Hélio Castroneves (Brasil), ao volante de um Acura com o número 10, venceu ontem no domingo, pela segunda vez as 24 Horas de Daytona, naquela que foi uma das mais emocionantes provas da História. O luso de 35 anos conquistou a corrida mais importante e das mais míticas de resistência nos Estados Unidos da América, depois do triunfo de 2018, na companhia do portuense João Barbosa e do brasileiro Christian Fittipaldi. Este ano e, depois de se ter sagrado campeão mundial e europeu, Filipe Albuquerque foi contratado por Wayne Taylor para a equipa que corre com os Acura (Honda) e ganhou o título na última época, além de três das quatro edições anteriores de Daytona.

  Na corrida deste fim-de-semana a emoção foi uma constante, com cinco carros a discutirem o triunfo ao longo de todas as 24 horas, sendo

constantes as ultrapassagens, embora fosse o Acura número 10 a liderar durante mais voltas. Filipe Albuquerque fez o último e decisivo turno e resistiu nas últimas voltas às aproximações do Mazda número 55, a grande surpresa da corrida, pois recuperou de três voltas de atraso, e ao Cadillac número 48, de Kamui Kobayashi. João Barbosa, que já venceu as 24 Horas de Daytona por três vezes, alinhou este ano na categoria LMP3, na qual foi segundo – e 19.º da geral – com um Ligier.