Festa em honra de S. Francisco de Assis na paróquia de Santa Maria em Pretória West

0
61

Para assinalar o Dia Internacional do Idoso, visando respeitar o direito que assiste à pessoa de avançada idade, aprovada pelas Nações Unidas, segundo a sua resolução 46/91, a qual estabelece a importância de preservar o respeito e dignidade que lhes é devida, e assim poder envelhecer com dignidade nos seus últimos anos de vida, e para isso conciliar as populações sobre a importância das mudanças de atitude, proporcionando-lhes uma vida económica, política e social condigna, foi pelo lar de idosos S. Francisco de Assis, instalado na paróquia de Santa Maria dos Portugueses, em Pretória West, nestes últimos anos administrado pela Associação de Bem-Fazer “Os Lusíadas”, comemorada a im-por-tância desse significado.

 O evento, que nos lembre o primeiro com este cariz na paróquia, sendo caso pela sua envergadura elogiar quem o promoveu, foi iniciado com missa solene em honra de S. Francisco de Assis, pelos Franciscanos Lameque André Michangula que ali exerce as funções de pároco, e Gilberto Teixeira, celebração abrilhantada com cânticos religiosos interpretados pelas emprega-das do lar, sua encarregada Isabel dos Santos, pelas ir-mãs franciscanas Laura Mpare e Eva Armando, e por Lourdes Couto, esta uma que dedica grande parte do seu tempo no apoio aos idosos ali internados.

 Em prosseguimento e finda a celebração religiosa foi servido um almoço de convívio no salão de festas da paróquia, nele participando os referidos sacerdotes, a presidente dos Lusíadas, Paula de Castro e outros membros da instituição, a professora de hidroginástica, Cristina Encarnação, a estilista Paula da Silva, a presidente da Liga da Mulher Portuguesa Manuela Calado, e outros apoiantes e benfeitores anónimos, a que se juntaram as responsáveis pelos lares de idosos Rainha Santa Isabel, em Joanesburgo, a gerente Cristina Lopes, a vice-presidente Luísa Martins, esposa do presidente do Board of Trustees, comendador Gilberto Martins, e Esme Pereira, esposa de Henrique Pereira presidente do lar, assim como a gerente do lar de Nossa Senhora de Fátima, em Benoni, Guida Vieira, as quais se faziam acompanhar de alguns idosos residentes nesses ambos lares, a todos quantos ali conviviam e cola-boraram no evento foi agradecido por Isabel dos Santos.

 A ementa da refeição em moldes de self-service, excepto a sopa servida à mesa, nele participando mais de duzentas pessoas, constou de qui-ches para entrada, entrecosto de porco assado no forno, arroz à valenciana, batata doce assada, filetes de peixe frito, e saladas variadas, e para sobremesa, pudim de caramelo, arroz doce, aletria, salada de fruta, cheesecake, não faltando mousse de chocolate, soufflé de ananás e de pêssego, gelatinas e gelados variados, seguindo-se declamações e cânticos pelos idosos utentes do lar organizador alusivas ao evento que se comemorava, em visitantes o do conhecido fadista Gabriel Silva, e pelo Frei Gilberto Teixeira o poema intitulado “O sonho de Francisco de Assis”, finalizando com algumas danças típicas africanas, pelas irmãs franciscanas Laura e Eva, as funcionárias e gerente do lar, Isabel dos Santos, e  Lourdes Cauto.   

 Por último foi ali servido um lanche de variados petiscos e toda a qualidade de doçaria, onde não faltavam rissóis, bolos de bacalhau, panados, pastéis de nata e outras varia-das guloseimas, tudo uma fartura a deixar admirados pela positiva todos quantos participaram neste grande evento, pelo seu carácter e desta envergadura, a primeira vez que nestes moldes e este sucesso é assinalado na paróquia de Santa Maria.

 Recorda-se a propósito que o Centro-Dia S. Francisco de Assis, de que foi grande impulsionador do projecto, o Frei Gilberto Teixeira, que o classificou como seu grande sonho, foi inaugurado a 2 de Dezembro de 2001, pelo Arcebispo D. George Daniel, com a presença do então embaixador de Portugal, Manuel Fernandes Pereira, o Monsenhor Alberto Ortega, encarregado de Negócios da Nunciatura Apostólica, o Frei Hilário da Cruz Messinga, da Custódia dos Franciscanos em Maputo, e o Rev. Padre Rui de Sousa, pároco na Madeira das freguesias do Jardim do Mar, Prazeres e Estreito da Calheta, que a convite de Fernando Gatinho visitou a África do Sul, além de outras destacadas figuras, incluindo o então presidente do Conselho Paroquial, Ivo de Sousa, hoje comendador, que também muito se debateu e contribuiu, tanto para a edificação deste edifício, como do salão de festas da paróquia.

 A missa solene deste grande dia foi celebrada pelo Frei Diamantino Faria, que a convite da Confraria do Santíssimo Sacramento, e com viagens pagas pelo comendador Manuel da Cal, se deslocou a Pretória, a fim de na paróquia que no passado havia servido em vários anos, reviver velhas amizades e assistir à inauguração dessa obra de grande valor, de que foi responsável pela sua edificação o arquitecto Noel Dias, há muito se fazia sentir na comunidade.