FC Porto vence Rio Ave e isola-se na liderança da Liga

0
44
FC Porto

FC PortoDois golos de Hulk materializaram ontem o triunfo 2-0 do FC Porto na visita ao Rio Ave, que lhe vale a liderança isolada com o pleno de nove pontos em três jornadas na Liga de futebol.

 Os dois tentos do “incrível” (22 e 65 minutos) construíram uma justa vitória, apesar das queixas dos vilacondenses quando, aos 39 Tarantini, pareceu tocado por Álvaro Pereira na área.
 Os “dragões” são a única equipa só com vitórias na prova e chegam à primeira paragem do campeonato com dois pontos de vantagem sobre o Sporting de Braga e seis pontos de avanço para o campeão Benfica. o Rio Ave, que alinhou com 11 portugueses, continua com apenas um ponto.
 Apesar da aplicação dos 22 futebolistas, a verdade é que o desafio esteve longe de ser bonito: começou muito equilibrado e mastigado, sem que os guarda-redes passassem por situações de verdadeiro perigo.

 As dificuldades do FC Porto foram compensadas em lance com duplo erro da defesa do Rio Ave, com a bola a chegar ao liberto Hulk (22) que fez um centro/remate rasteiro que bateu no poste direito e acabou dentro da baliza (0-1).
 O golo proporcionou o melhor período dos “dragões” que, mesmo mais confiantes e a controlar a posse de bola, não incomodavam verdadeiramente Mário Felgueiras.
 O Rio Ave reagiu apenas perto do intervalo e terá motivos de queixa do árbitro Jorge Sousa quando Tarantini (39) caiu na área, pois pareceu tocado no calcanhar pelo portista Álvaro Pereira.

 A qualidade do desafio voltou a cair após o reatamento, mas o FC Porto recuperou o controlo e hegemonia, com Hulk e João Moutinho a tentarem surpreender de meia e longa distancia, frente a um adversário inócuo.
 Num dos melhores lances ofensivos, Belluschi (65) libertou Varela na esquerda e o cruzamento deste foi desviado por Hulk junto à pequena área, já com Mário Felgueiras batido (0-2).

 A equipa de Carlos Brito, agora reforçada no ataque, reagiu após o segundo tento, mas sem a melhor pontaria: descaído na área, Yazalde (69), só com Helton pela frente, errou o alvo e depois foi Milhazes (71), de livre, a enviar rente à trave, antes de Saulo 80) acertar nas malhas laterais.
 Vitória justa, pois o FC Porto foi a equipa que mais lutou para a atingir e, contava nas suas fileiras com o “gigante” Hulk, que mais uma vez, voltou a ser a solução, com dois tentos que garantiram não só os três pontos  como também a liderança isolada dos “dragões” na Liga.

FICHA DE JOGO:

 Encontro no Estádio dos Arcos, em Vila do Conde.
 Resultado:
Rio Ave – FC Porto, 0-2.
 Ao intervalo: 0-1.
Marcadores:
 0-1, Hulk, 22 minutos.
 0-2, Hulk, 65.
Equipas:
 Rio Ave: Mário Fel-gueiras, Zé Gomes, Gaspar, Ricardo Chaves, Mi-lhazes, Bruno China, Ta-rantini, Fábio Felício (Cícero, 64), Saulo, Bruno Gama (Yazalde, 68) e João Tomás (Mendes, 86).
FC Porto: Helton, Sapu-naru (Fucile, 60), Rolando, Maicon, Álvaro Pereira, Fernando, João Moutinho (Cristian Rodriguez, 84), Belluschi, Varela (Souza, 66), Hulk e Falcao.
Árbitro: Jorge Sousa (Porto).
Ação disciplinar: cartão amarelo a Tarantini (39 m), Saulo (49) e Belluschi (75).
Assistência: 8000 espectadores.