FC Porto assume liderança provisória com ‘bomba’ de Alex Telles

0
36

O FC Porto ascendeu ontem à liderança provisória da Liga portuguesa de futebol, com um triunfo por 1-0 arrancado a ferros frente ao Portimonense, para a 22.ª jornada, no Dragão, com uma ‘bomba’ do defesa brasileiro Alex Telles.

 De regresso ao lugar mais alto da tabela classificativa da I Liga, o que não acontecia desde a oitava jornada, na altura em igualdade pontual com o Benfica, ambos com 21, o FC Porto em apenas três jornadas concretizou o que parecia impossível.

 Com este triunfo, a formação dos ‘dragões’ passou a somar 56 pontos e detém agora dois de vantagem sobre o campeão Benfica (54), que hoje, segunda-feira, encerra a jornada em casa do Gil Vicente, em Barcelos.

 Numa partida que teve ao minuto 11 uma homenagem ao maliano Marega, alvo de racismo no jogo em Guimarães, foi o Portimonense que esteve perto de marcar, em cima do intervalo, mas o ex-portista Jackson Martinez falhou uma grande penalidade.

 Numa altura em que o nulo ameaçava, para desespero dos adeptos, Alex Telles, com uma ‘bomba’ de fora da área, marcou o golo do triunfo ‘azul e branco’, aos 87 minutos.

 Com esta derrota, o Por-timonense segue no penúltimo lugar com 15 pontos, a quatro do Pa-ços de Ferreira, a primeira equipa acima da linha de despromoção e que venceu o Famalicão

(2-1).

 O Sporting de Braga, com golos na segunda parte, por Ricardo Horta, aos 63 minutos, Bruno Wilson, aos 75, e Trincão, aos 90+7, venceu em casa por 3-1 o Vitória de Setúbal, que marcou por Ghilas, aos 89.

 O triunfo permitiu à equipa de Ruben Amorim manter o terceiro lugar, com 40 pontos, e atingir o oitavo jogo consecutivo sem perder para o campeonato, enquanto o Vitória de Setúbal, que está há quatro jogos sem vencer, caiu do 11.º para o 12.º lugar, com 26.

 O Sporting regressou aos triunfos na I Liga, após o empate com o Rio Ave

(1-1), ao bater o Boavista, por 2-0, com golos do esloveno Sporar (13 minutos) – que já tinha marcado na Liga Europa -, e do equatoriano Gonzalo Plata, aos 42.

 Com esta vitória, o Sporting manteve o quarto lu-gar, agora com 39 pontos, a um do Sporting de Braga (terceiro) e com três de vantagem sobre o Rio Ave (quinto, com 36).

 O Boavista, que somou em Alvalade a segunda derrota seguida, após um ciclo de três triunfos consecutivos, segue na nona posição, com 28 pontos, a um do Santa Clara (8.º, com 29), que perdeu por 2-1 na deslocação à casa do Moreirense.

 O Paços de Ferreira, que vinha de quatro derrotas consecutivas e seis jogos sem vencer, regressou aos triunfos na recepção ao Famalicão (2-1), que somou o sexto jogo sem ganhar, e deu um passo importante na luta pela fuga aos últimos lugares, mantendo o 16.º lugar, com mais quatro do que o Portimonense, primeira equi-pa abaixo da linha de despromoção.

 O encontro terminou com os ânimos exaltados entre os adeptos famalicenses e com a necessidade de intervenção das forças policiais, depois de Toni Martinez, aos 90+8 minutos, ter falhado uma grande penalidade e a hipótese de empatar.

 O Moreirense, que na próxima jornada se desloca a casa do Benfica, regressou às vitórias após dois empates consecutivos e pôs fim à série de quatro triunfos seguidos do Santa Clara, que vai receber o FC Porto, ao vencer os açorianos por 2-1.