Faleceu o comendador Giorgio Nunes Pagan

0
127

Giorgio Nunes Pagan nasceu a 29 de Outubro de 1936 em Lourenço Marques, Moçambique e faleceu na quinta-feira 16 de Julho de 2020 em Joanesburgo, vítima de uma paragem cardíaca.

  Giorgio Pagan chegou à África do Sul em 1954 para estudar na escola Maritz Brothers onde completou a escolaridade até à Matric. Regressou a Lourenço Marques onde cumpriu o serviço militar.

  A vida de trabalho começa ainda em Moçambique com funções exercidas na Gulf Oil. Entre 1960 e 1961 Giorgio Pagan emigra definitivamente para a África do Sul onde foi representante da marca de moda e cosmética Christian Dior. Mais tarde fundou a empresa Import Beer Distributors e foi também proprietário do restaurante português no Rand Show.

  Anos mais tarde, fundou a empresa Pagan International, que viria a transformar-se na empresa Wines of the World, empresa de compra e venda e importação de vinhos, de Portugal, da África do Sul e de várias outras regiões vinícolas do Mundo.

  A 9 de Abril de 1981 Georgio Nunes Pagan é agraciado pelo Estado português com o grau de comendador da ordem do Infante D. Henrique.

  Ao longo da sua vida na África do Sul, Giorgio Pagan foi um membro activo da Comunidade portuguesa. Foi presidente da Academia-Mãe do Bacalhau em 1977 e depois em 2005.

  Foi presidente do clube de futebol Lusitano S. Club e presidiu também a Sociedade Portuguesa de Beneficência, um dos membros fundadores e onde foi um dos impulsionadores da fundação do Luso South African Benefit Trust Fund.

  Foi responsável por ajudar vários portugueses refugiados de Moçambique a saírem do país e a encontrarem alojamento e trabalho.

  O comendador Pagan foi cremado e a família agradece a todos pelo apoio demonstrado e pelas mensagens e telefonemas de pesar pelo falecimento do comendador.

  A empresa que detinha, Wines of the World, foi anunciante do semanário “O Século de Joanesburgo” durante vários anos. Pelo trabalho, colaboração, campanhas publicitárias feitas, pelo respeito e consideração do comendador Pagan por este semanário e pelo seu fundador e proprietários, o Grupo Século e o jornal “O Século de Joanesburgo” apresentam as mais sentidas condolências à família Pagan pela perda do seu ente querido.

  Que a sua alma descanse em paz entre os resplendores da luz perpétua.

                                                                                        Michael Gillbee