Exportações sobem 8,2% e importações 7,4% de Fevereiro a Abril

0
33
Exportações sobem 8,2% e importações 7,4% de Fevereiro a Abril

As exportações aumentaram 8,2% e as importações 7,4% no trimestre terminado em Abril, face ao mesmo período de 2014, tendo a taxa de cobertura crescido 0,6 pontos percentuais para 84,3%, informa o INE.

 Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), no período, o défice da balança comercial aumentou 67,2 milhões de euros para 2.343,3 milhões de euros, tendo-se destacado Angola como o país de destino das exportações portuguesas em que estas evidenciaram a maior redução

(-23,6%).

 O aumento de 8,2% das ex-portações e de 7,4% das importações de Fevereiro a Abril compara com um crescimento de 3,8% e uma queda de 1,4%, respectivamente, no 1.º trimestre de 2015.

 Considerando apenas o mês de Abril, as exportações de bens aumentaram 9,7% e as importações de bens 16,0% face ao mês homólogo (+11,1% e +10,6% em março de 2015, respectivamente).

 Em Abril, as exportações aumentaram principalmente devido à evolução do comércio intra-União Europeia (UE), traduzindo o acréscimo generalizado de quase todos os grupos de produtos, em especial nos combustíveis minerais, máquinas e aparelhos e produtos agrícolas).

 Já as importações subiram devido à evolução, tanto do comércio intra-UE como do comércio extra-UE, refletindo os aumentos registados na totalidade dos grupos de produtos, mas sobretudo nos combustíveis minerais, produtos químicos e veículos e outro material de transporte.

 Excluindo os combustíveis e lubrificantes, em Abril, as exportações aumentaram 5,5% e as importações subiram 13,2% face ao mês homólogo (respetivamente +8,7% e +9,9% em março de 2015).

 No que se refere às variações face ao mês anterior, em abril de 2015 as exportações dimi-nuíram 2,9%, em resultado da evolução registada em ambos os tipos de comércio, destacando-se em relação aos bens transacionados o vestuário, o calçado e os produtos químicos.

 As importações diminuíram 0,2%, devido à evolução do comércio intra-UE (em especial nos veículos e outro material de transporte e metais comuns), dado que nas importações extra-UE se verificou um aumento.

 Numa análise por grandes categorias económicas, o INE regista, no trimestre terminado em abril e face ao período homólogo, aumentos das exportações em todas as categorias, com “especial destaque” para os acréscimos nos combustíveis e lubrificantes (+61,2%), nomeadamente os produtos transformados.

No que se refere às importações, destaca o aumento de 21,4% no material de transporte e acessórios, sobretudo os automóveis para transporte de passageiros, sendo que as importações de combustíveis e lubrificantes caíram 5,9%.