Estudo aponta Ethiopian Airlines Group para salvar SAA

0
85

A África do Sul deve agir para preservar a sua companhia aérea nacional insolvente e buscar uma parceria com a empresa Ethiopian Airlines Group, de acordo com um estudo encomendado a legisladores do partido no poder.

  A avaliação, analisada pela Bloomberg, foi preparada pela African Aviation Services Ltd e datada de 4 de Outubro. Foi apresentada a um grupo de legisladores do Congresso Nacional Africano na segunda-feira, de acordo com um quadro do ANC.

  A South African Airways agora precisa de mais de 10 biliões de randes para recomeçar, de acordo com um plano elaborado pelas equipas de resgate da transportadora. A companhia aérea não tem lucro desde 2011 e tem sobrevivido com resgates do governo.

  “Há um valor inerente a uma companhia aérea existente que não pode ser facilmente replicado em uma nova companhia aérea substituta”, es-creveu Nick Fadugba, CEO da African Aviation e autor do estudo, no documento.

  “Após uma análise minuciosa, o nosso parceiro estratégico preferencial para a SAA é a Ethiopian Airlines”.

* Mercado Forte

  A Ethiopian Airlines compartilha uma “visão pan-africana” semelhante à SAA e é a companhia aérea mais forte da África, escreveu Fadugba.

  “A África do Sul tem o mercado de aviação mais forte do continente africano”, escreveu Fadugba, citando uma pesquisa que mostra que cinco das 10 rotas mais lucrativas na África estão dentro da África do Sul, três dos 10 aeroportos mais movimentados do continente estão na África do Sul e seis das 10 rotas mais movimentadas são de ou para o país.

  A Ethiopian Airlines está disposta a fornecer aviões, pilotos e serviços de manutenção para a SAA, mas não quer ajudar a pagar suas dívidas e os custos de corte da sua força de trabalho, disse Tewolde GebreMariam, director executivo da companhia aérea, numa entrevista.

  Sobre os comentários de GebreMariam, Fadugba escreveu que o governo sul-africano deveria assumir a dívida da SAA e não onerar um novo parceiro.

  “A companhia aérea dificilmente terá sucesso a menos que um investidor seja encontrado”, disse.