Estrangeiros ilegais em São João da Madeira

0
41
Estrangeiros ilegais em São João da Madeira

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras notificou seis estran-geiros para abandonarem Portugal, por imigração ilegal, no âmbito de uma fiscalização a duas empresas de calçado de São João da Madeira, anunciou hoje aquele organismo.

  Os cidadãos estrangeiros a trabalhar ilegalmente na fábrica de calçado, metade deles anteriormente residentes noutros Estados Schengen, onde deixaram caducar os seus títulos de residência por não terem trabalho, foram notificados para abandonar Portugal no prazo máximo de 20 dias, sob pena de serem detidos e expulsos do país.

  Foram ainda aplicadas coimas, que podem ascender aos 20 mil euros, às duas empresas geridas por duas cidadãs estrangeiras, entretanto naturalizadas portuguesas, por empregarem mão-de-obra estrangeira ilegal.