Eleições presidenciais no KwaZulu

0
465

   Mais de 10 milhões de eleitores residentes em território nacional e no estrangeiro votaram nas eleições para escolherem o próximo Presidente da República. Na República da África do Sul estão inscritos 26 688 dos quais 435 votaram nos dias 23 e 24 de Janeiro de 2021.

  Na cidade de Durban os membros da Comunidade inscritos tiveram a oportunidade de votar presencialmente. Na província estão inscritos 16 89 dos quais 69 votaram, ou seja 4%.

  Várias razões contribuiram para a baixa percen-tagem de voto, principalmente a pandemia da Covid-19 virus, a idade avançada de muitos membros da Comunidade e também a distância das várias cidades a Durban.

  As devidas formalidades foram organizadas e feitas através do Consulado Honorário de Portugal em Durban, sendo de enaltecer as medidas dos requerimentos para a pandemia, notavelmente o uso de máscara, manter a distância de 2 metros face a outras pessoas, desinfectar as mãos no acto de votar e levar de preferência a própria caneta. Todas as precauções para se poder votar com segurança.

  A organização para votar no Consulado Honorário de Portugal em Durban constituiu duma equipa dirigida pela presidente da Mesa da Assembleia de Voto, Júlia de Sousa e que era constituida por Mimi Faria, Luisa Serrão, Sandra Gomes, Tereza Gomes e prestando assistência Cristina Gomes.

  As eleições iniciaram-se no sábado dia, 23 das 08H00 às 19H00 e continuaram no domingo dia 24 de Janeiro de 2021.

  Todos os cidadãos maiores de 17 anos, estão oficialmente e automaticamente inscritos na base do recenseamento eleitoral. De salientar que dois casais, Leroux e Pereira levaram as filhas Kristina Leroux e Bianca Pereira a votarem pela primeira vez.

  O primeiro eleitor a votar, único comendador, foi Tony de Freitas.

  Após o encerramento da votação e o anúncio dos resultados, a presidente da Mesa da Assembleia de Voto comunicou, conforme constavam os editais, com a máxima celeridade a entidade localmente definida.

  Os resultados finais foram os seguintes:

  Inscritos 1689. Votantes 69, representando 4%. Votos em branco 0 e votos nulos 0.

  Marcelo Rebelo de Sousa 51 votos, André Ventura 14 votos, Ana Gomes 2 votos,  Marisa Matias 2 votos, Tiago Mayan Gonçalves, Vitorino Silva e João Ferreira não receberam votos.

  Sem surpresa Marcelo Rebelo de Sousa foi re eleito Presidente da República com 60.7% dos votos apesar da abstenção recorde, conseguindo subir oito pontos percentuais com que foi eleito em 2016.

  Após o anúncio dos resultados finais o Presidente reeleito dirigiu uma palavra a todos os portugueses a quem agradeceu a confiança. Disse que se sentia profundamente honrado, agradecendo a confiança e que será Presidente de todos e de cada um dos portugueses. E que “O mais urgente do urgente é o combate à pandemia”.

João de Gouveia