Economia de Angola com crescimento superior a 7%

0
44
Economia de Angola com crescimento superior a 7%

O valor dos investimentos a efectuar pela BP Angola vai exceder 20 mil milhões de dólares até ao final de década, situando-se em cerca de 3 mil milhões de dólares anualmente, disse ao jornal angolano O País o presidente regional da empresa.

 Martyn Morris disse ainda que a empresa pretende aumentar a produção diária dos actuais 190 mil barris para 250 mil barris, resultado dos projectos de exploração que está a desenvolver em conjunto com os seus parceiros nos Blocos 15 e 17 e às reservas de que dispõe nos Blocos 18 e 31.

 “Gostamos de pensar que poderemos obter um nível de produção líquida de cerca de 250 mil barris por dia, um valor que leva em conta, por um lado, o declínio de alguns campos e, por outro, a nova produção e o que está projectado para os Blocos 15 e 17?, disse ainda Morris.

 No entanto, este aumento de produção previsto não engloba o pré-sal nas bacias do Cuanza e de Benguela, onde, em Dezembro de 2011, a BP assinou acordos de partilha de produção para a operação dos blocos 19 e 24 e participações nos blocos 20 e 25, tendo, no mesmo ano, adquirido 40% no Bloco 26.

 “Estamos a falar do Grande Plutónio (Bloco 18) e do complexo PSVM (Bloco 31), ou seja, de futuros projectos nos Blocos 18 e 31 em que estamos ainda a trabalhar com os nossos parceiros e com a concessionária para identificar exactamente quais os próximos passos”, precisou o presidente regional da empresa.

 Falando sobre Angola, Martyn Morris referiu que a produção aproximou-se em Maio de 1,8 milhões de barris por dia sendo “perfeitamente exequível atingir a meta de 2 milhões de barris anunciada pelo governo angolano, o que poderá vir a acontecer dentro de dois a três anos.”

Dizendo que o futuro apresenta-se brilhante para Angola, aquele responsável chegou mesmo a admitir que a produção poderá atingir 3 milhões de barris por dia, o que exige apenas que a prospecção da bacia do Cuanza venha a ter êxito.