Dubai na falência

0
80
Dubai

DubaiO Dubai, em risco de falência pela sua incapacidade de pagar a tempo parte da sua dívida, construiu um grande sucesso nos últimos anos em projectos faraónicos, desde o imobiliário ao turismo.

 O último destes projectos é a Burj Bubai, a torre mais alta do mundo com mais de 800 metros de altura, cuja inauguração está agendada para 4 de Janeiro.
 Esta torre de 160 andares, em construção desde 2004 e com um custo avaliado em mais 600 milhões de euros, é o elemento central de um novo bairro com um custo estimado em mais de 13 mil milhões de euros, onde está também o maior centro comercial do mundo, de acordo com os seus promotores.

 No Outono de 2008, o Dubai, cujas ambições pareciam não ter limites, anunciou novos projectos megalómanos, como a “Jumeirah Gardens, uma nova cidade, e uma torre com um quilómetro de altura enquadrada numa área de negócios.
 O emirato tem também um projecto de três ilhas artificiais em forma de palmeira. A única actualmente construída, Palm Jumeirah, tem milhares de apartamentos e hotéis de luxo. Desde a sua inauguração, em Novembro do ano passado, a ilha constitui uma atracção turística assim como o célebre Burj Al-Arab, o “único hotel de sete estrelas do mundo”.

 Outro grande projecto, o “O Mundo”, um conjunto de 300 ilhas artificiais em forma de planisfério, continua longe de estar concluído.
 Também a Dubailândia, uma espécie de Disneylândia mas a uma escala muito maior, com um custo inicial previsto de mais de 40 mil milhões de euros, foi adiada.

 Outro grande projecto é o Festival da Cidade de Dubai que conta com 20 mil apartamentos, 50 mil escritórios, 3.500 quartos de hotel, 100 restaurantes e dois centros comerciais.
 Quanto a centros comerciais, estão à disposição o Centro Comercial do Emirado que, inaugurado em 2005, é muito conhecido pela pista de esqui, a maior estação coberta do mundo deste desporto.