D’ouro Jewellers – uma referência da moderna ourivesaria portuguesa no Bedfordview Centre

0
68
D’ouro Jewellers

D’ouro JewellersA obra já iniciada e que se mantém, por António Veloso, um especialista no trabalho de peças de ornamentação em ouro português, terá a sua continuidade no futuro, uma vez que sua filha Tânia Veloso, é uma excelente “aluna” de seu pai, com quem aprendeu e ainda aprende o muito que já sabe na manufactura de ornamentos em ouro português.

O ourives, que em 1976 abriu o seu negócio na África do Sul, portanto, há 33 anos, com o nome de Malvern Timekeeper, mais propriamente na Jules Street, com o número 493, uma avenida bastante movimentada da cidade de Joanesburgo, bem como sua mulher Carmén Veloso, esta no sector de vendas e, portanto, bastante habilitada a dar a sua abalizada opinião nesta matéria a todos os clientes que procuram a casa agora reaberta no Centro Comercial de Bedfordview, onde se encontra instalada há já dez anos com o nome de Douro Jewllers, – os pioneiros no trabalho em ouro português na África do Sul, – depois de uma remodelação total, que a cataloga como uma das melhores no campo das ourivesarias portuguesas locais e, nalguns casos, a poder competircom outras de maior nomeada.

O casal tem uma filha, TâniaVeloso, que acompanhando o seu pai no dia-adia profissional conseguiu uma aprendizagem e já uma profissionalização que a rotula como uma ourives competente, que trabalha, naturalmente, em ouro português e elabora um ornament  como se diz na gíria portuguesa “como mandam as regras”. “Fabricar uma peça em ouro português poderá significar uma arte que não se aprende mas que terá, forçosamente, de se ter gosto, concentração e, sobretudo paixão pelo que se faz. Aprendi muito com o meu mestre e pai, António Veloso, praticamente, tudo o que sei, a ele lhe devo”.

A finalizar, Tânia Veloso afirmou-nos que “todas as jóias que vendemos têm o respectivo certificado, que autentica que vendemos o produto certo e correcto”. Tânia Veloso ainda nos afirmou que “o nosso pessoal está connosco há 20 e 25 anos, portanto, profundo conhecedor também dos produtos pretendidos pelos nossos clientes sabendo dar-lhes uma opinão concreta, correcta e segura de acordo com o que se pretender comprar”.

António, Carmém e Tânia Veloso um trinómio que se impõe no mercado sul-africano na arte de bem trabalhar o ouro português que aqui chega num intercâmbio salutar com as devidas licenças das instâncias superiores em dia e com os diamantes deste país a embelezarem ai a mais um trabalho com mão portuguesa na qual transparece a qualidade do ouro luso e os diamantes sul-africanos a contrastar com a
beleza feminina portuguesa.