Dois mil imigrantes ilegais entram mensalmente em Moçambique por Cabo Delgado

0
43
Dois mil imigrantes

Dois mil imigrantesCerca de dois mil imigrantes ilegais entram mensalmente em Moçambique pela província de Cabo Delgado, que faz fronteira com a Tanzânia, a norte, anunciou o Instituto Nacional de Apoio aos Refugiados (INAR).

A maioria dos imigrantes ilegais é proveniente de países do Corno de África, como So-mália e Etiópia, que pretendem atravessar Moçambique a caminho da África do Sul, a mais pujante economia do continente.

 Segundo o INAR, a abolição de vistos entre Moçambique e a África do Sul, em 2005, e a instituição do visto de fronteira entre Moçambique e a Tanzânia, no mesmo ano, fize-ram, disparar o aumento de ilegais no país.

 Entre 2000 e 2005 foram detectados 6.200 imigrantes ilegais, número que passou para 17.883 no período 2006-2010.

Mais de sete mil estrangeiros que requereram asilo político ao Governo de Maputo encontram-se alojados no campo de refugiados de Maratane, em Nampula, em conjunto com milhares de outros imigrantes ilegais que superlotam aquela instituição.