Dias Loureiro renuncia ao cargo de conselheiro de Estado

0
141
Dias Loureiro renuncia ao cargo de conselheiro de Estado

Dias Loureiro renuncia ao cargo de conselheiro de EstadoO antigo administrador da SLN Dias Loureiro confirmou que pediu a demissão de conselheiro de Estado ao Presidente da República e que enviou um pedido ao procurador- geral da República para ser ouvido no caso BPN.

Numa entrevista à SIC, Dias Loureiro explicou que pediu para abandonar o cargo de conselheiro de Estado para provar que não se estava a esconder atrás daquelas funções. “Estava a deixar-se passar a ideia de que ser do Conselho de Estado era uma protecção para mim e eu quero provar que não é nenhuma protecção”, afirmou hoje o antigo administrador da Sociedade Lusa de Negócios.

“Em face de não haver nenhum pedido de nenhuma autoridade judicial para ser ouvido no âmbito do inquérito ao BPN, eu comuniquei ao Presidente da República que depois de sete meses a ouvir tipos, notícias nos jornais, me achava no direito de pedir ao senhor procurador-geral da República para ser ouvido, nas instâncias que fazem este inquérito judicial”, explicou.

A altura escolhida para pedir a demissão do cargo surge, segundo Dias Loureiro, porque começou a ser veiculado há “dias, três semanas” que teria entrado no Conselho de Estado um pedido para ser ouvido pelas autoridades, algo que negou. “Não há nenhum pedido no Conselho de Estado ara que eu seja ouvido”, esclareceu. “Foi o timing que eu escolhi porque acho que se está a passar a ideia de que o Conselho de Estado me pode proteger de alguma coisa. Eu não tenho nada que temer, não estou acusado de nada, eu sei que não cometi nenhuma irregularidade”, afirmou Dias Loureiro. “Sei aquilo que fiz, sei que não fiz nada ilegal”, acrescentou.

Dias Loureiro recusou comentar as declarações do antigo presidente da SLN, Oliveira e Costa, durante a sua audição na Comissão Parlamentar de Inquérito ao caso BPN e Supervisão Inerente. “Não vou comentar nada do que disse Oliveira e Costa, nunca falei sobre o seu carácter, nem vou falar sobre aquilo que ele disse (terça-feira)”, concluiu.