Deputado José Cesário conviveu na ACPP com a comunidade de Pretória

0
45
Deputado José Cesário

Deputado José CesárioCom a presença de mais de meia centena de pessoas, entre as quais Frei Gilberto Teixeira da igreja de Santa Maria, o secretário de embaixada e encarregado da secção consular, dr. Pedro de Almeida, os comendadores Estêvão Rosa e Joe Quintal, os presidentes, da Federação de Folclore “Raízes do Nosso Povo”.

José Ferreira; da Academia do Bacalhau de Pretória, Ivo de Sousa; do Club Sport Marítimo, Manuel Furriel; da assembleia geral da ACPP, Manuel José; e da Casa do Benfica, Jaime de Caíres, bem como individualidades com funções de chefia em instituições bancárias, e industriais da comunidade, teve lugar a 2 de Setembro, no salão nobre da ACP de Pretória, mais um dos almoços que intitulados de “trolhas”, há muitos anos ali vêm decorrendo às quartas feiras, a que se associou o deputado do PSD, José Cesário.

As boas vindas a todas essas comparências ali nessa tarde, de modo particular ao ilustre visitante, com um reconhecimento à ACPP por ter apoiado a ideia da realização desse convívio poder ser alargado a pessoas que certamente José Cesário gostaria de ver presentes, várias delas de Joanesburgo, já que nestes casos geralmente são reveladas algumas das novidades relacionadas com a política decorrente no nosso país, portanto de interesse para os que como nós estamos longe de Portugal, estiveram a cargo de Tony Oliveira, que guardara para o final da intervenção de José Cesário uma referência elogiosa a esse deputado, pela forma como há mais de oito anos e acompanhado de alguns seus colegas foram recebidos e tratados em Portugal, com visita à Câmara Municipal do Porto e outros pontos turísticos, considerando de extraordinário todo esse empenho de José Cesário em lhes proporcionar algo que jamais esquecerão.

Convidado a dirigir algumas palavras, o deputado do PSD pelo círculo da emigração fora da Europa, começando por saudar todos os que consigo ali tomaram parte no almoço, felicitou a ACPP e toda a sua direcção, pelas grandes alterações que decorrem na colectividade, mostradas momentos antes pelo presidente dessa casa, Mário Ferreira, sublinhando que é preciso coragem, para nos difíceis tempos que conhecemos se fazerem mudanças dessa envergadura, afirmando a propósito, “eu percorro muitas comunidades, e não é frequente, além do dinheiro que se gasta, tempo que se perde para as efectuar, para além de haver quem não reconheç  esse esforço, não obstante as famílias que são prejudicadas, negócios por vezes deixados para trás e a própria saúde penalizada, por isso sinceros parabéns, e só espero que os objectivos que têm em mente sejam atingidos.

Depois deixar-vos aqui outra nota, que acho ser importante. Muitas vezes as nossas comunidades são divididas por problemas ou razões que se não percebem e graças a Deus tudo se vai ultrapassando, mas na verdade é que periodicamente somos confrontados em vários sítios, seja na França, Venezuela, Estados Unidos, Alemanha, ou até aqui na África do Sul, por questões e visões, muitas delas sem razão de existirem, a originar por pirraça a formação de outros clubes, e quero-vos dizer que a esse respeito tenho encontrado, sobretudo em Pretória, alguns sinais de que as pessoas se conseguem entender”.