Decresceu saldo da Segurança Social em Portugal

0
67
Segurança Social

Segurança SocialO saldo orçamental da Segurança Social baixou 905,9 milhões de euros nos primeiros oito meses do ano, para 628,1 milhões de euros, devido ao aumento da despesa com prestações sociais, refere o relatório de execução orçamental de Agosto.

Em igual período do ano passado, o saldo da segurança social era de 1.534,0 milhões de euros.
 A despesa efectiva do Siste-ma de Segurança Social aumentou, em termos homó-logos, 1.324,6 milhões de euros (10,3 por cento), fixando-se no final de Agosto nos 14.134,7 milhões de euros.

 O aumento da despesa deve-se sobretudo ao crescimento de 9,7 por cento (1.138 mi-lhões de euros) da despesa com prestações sociais.
 O agravamento da despesa com prestações sociais tem a ver com o crescimento de 4,8 por cento nas pensões, de 27 por cento nos subsídios de desemprego e apoio ao emprego e de 24,1 por cento no subsídio familiar a crianças e jovens.
 Os subsídios a acções de formação profissional, no total de 522,4 milhões de euros, registaram um acréscimo de 40,1 por cento relativamente ao mesmo período do ano passado.

 A receita efectiva cresceu 418,7 milhões de euros (2,9 por cento), em termos homólogos, nomeadamente porque as contribuições para segurança social tiveram um acréscimo de 42 milhões de euros nos oito primeiros meses deste ano.
 O valor das transferências correntes recebidas do Orça-mento do Estado também cresceu 508,5 milhões de euros.