CPLP: Afirmação da língua portuguesa no mundo é processo moroso, mas está em curso – secretário exec

0
138
CPLP

CPLPA afirmação da língua portuguesa no mundo é um processo que vai levar o seu tempo mas que está em curso, destacou o secretário executivo da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), Domingos Simões Pereira.

 “É um processo que está em curso, ainda bem que nós temos alguma pressa em ver as coisas acontecerem, mas é preciso alguma paciência. A afirmação da língua portuguesa, daquilo que é nosso, vai levar o seu tempo, mas é importante registar que estamos no bom caminho”, afirmou Domingos Simões Pereira.
 O secretário executivo da comunidade falava por ocasião das comemorações do “Dia da Língua Portuguesa e da Cultura na CPLP”, que se assinalou na quinta-feira.

 Domingos Simões Pereira destacou a importância de se comemorar e celebrar a língua portuguesa e cultura lusófona, vincando que “estas são a base da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) e os factores através dos quais identificamos os nossas traços comuns”.
 O secretário-executivo da CPLP adiantou que, este ano, a efeméride será comemorada tanto nos estados-membros lusófonos, como nos mais diversos e longínquos países, da Bulgária a Cuba.

 “As comemorações aconteceram em sítios tão inspectáveis que só depois conse-guimos dar a devida conta da atenção que este dia mereceu. Mas posso adiantar que diferentes grupos de embaixadores da CPLP organizaram eventos nos mais diversos países”, afirmou Simões Pereira.
 O dia 5 de Maio foi fixado como a data em que é anualmente comemorada a “Língua Portuguesa e a Cultura na CPLP” pelos chefes da diplomacia lusófonos, no âmbito do XIV Conselho de Ministros da CPLP, realizado em Junho de 2009, em Cabo Verde.

 Para assinalar o dia, o secretariado executivo da CPLP promoveu, na quinta-feira, uma conferência sob o tema na Sociedade de Geografia de Lisboa, que contou com as intervenções do professor catedrático e ex-ministro Adriano Moreira e da presidente do Instituto Camões, Ana Paula Laborinho.
 No debate, que foi moderado pelo embaixador António Monteiro, também participaram Aguinaldo Jaime, coordenador da comissão de reestruturação da Agência Nacional para o Investimento Privado de Angola (ANIP), entre outros.

 O Instituto Camões celebrou a efeméride através de uma exposição bibliográfica de autores de língua portuguesa traduzidos.
 Já a Feira do Livro comemorou o "Dia da Língua Portuguesa e da Cultura da CPLP" com um debate sobre a língua portuguesa e o Museu do Oriente foi palco para a iniciativa "Se estas paredes falas-sem".