Covid-19: Primeiro-ministro visita hoje fábricas que se adaptaram à pandemia

0
114

O primeiro-ministro português visita hoje duas fábricas, no norte do país, para assinalar a importância de a indústria continuar a produzir e a readaptação às necessidades de mercado em tempo de pandemia de covid-19.

O gabinete de António Costa anunciou, numa nota à comunicação social, que a visita tem por objectivo “sinalizar, por um lado, a importância da continuidade da produção industrial e da actividade económica, e por outro lado, a importância da readaptação da produção às actuais necessidades do mercado”.

A primeira fábrica que Costa vai visitar é “a Continental Mabor, empresa em Vila Nova de Famalicão (Braga) que suspendeu a produção em Março e retomou a actividade produtiva na semana de 13 de Abril, com equipas alternadas a cada duas semanas”, lê-se na nota citada pela Lusa sobre a empresa que continua a “produzir garantindo, por questões de segurança, a quarentena rotativa dos trabalhadores”.

A segunda é a Petratex, em Paços de Ferreira (Porto), empresa têxtil, de vestuário de moda e desporto, que “adaptou a sua produção” às necessidades de um país a viver em pandemia de covid-19 e “redireccionou grande parte da sua actividade à produção de máscaras e equipamentos de protecção individual” e produz, em média, 100 mil máscaras por dia.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 200 mil mortos e infectou mais de 2,9 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Em Portugal, morreram 903 pessoas das 23.864 confirmadas como infectadas, e há 1.329 casos recuperados, de acordo com a Direcção-Geral da Saúde.

O país vive em estado de emergência desde 19 de Março, como forma de responder e travar a pandemia, e estende-se até 02 de Maio.

Apesar de o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o primeiro-ministro já terem manifestado o desejo de que este seja o último período do estado de emergência, ambos remeteram uma decisão final para depois da próxima reunião com os epidemiologistas no Infarmed, no dia 28.

Em entrevista ao semanário Expresso, publicada há uma semana, António Costa anunciou a intenção de divulgar “o calendário e o programa de desconfinamento progressivo” no Conselho de Ministros de 30 de Abril.