Covid-19: Número de infecções em Moçambique sobe de três para cinco

0
92

O número de infecções de covid-19 registadas pelas autoridades em Moçambique subiu de três para cinco nesta quarta-feira, anunciou o Ministério da Saúde.

“Estes novos casos, à semelhança dos anteriores, estão em isolamento domiciliar”, declarou o ministro da Saúde, Armindo Tiago, que falava durante uma conferência de imprensa de balanço no Ministério da Saúde, em Maputo.

Os dois novos casos de Moçambique foram diagnosticados por um laboratório privado português, em Portugal, após o envio de amostras de pacientes a partir da sua filial em Maputo.

O ministro da Saúde de Moçambique disse que as autoridades identificaram um total de 61 pessoas que tiveram contacto com os cinco doentes e este grupo também está em quarentena domiciliar.

“Como sempre temos dito, o nosso foco principal deve ser a prevenção, que à luz da experiência internacional, é o nosso maior elemento de resposta”, afirmou o governante, acrescentando que o país pode ainda responder adequadamente pelo facto de possuir um número reduzido de infecções.

O Governo moçambicano reforçou as medidas de segurança no país, suspendendo a emissão de vistos de entrada e saída e encerrando as escolas para evitar a propagação da doença por um período de 30 dias.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infectou 709 pessoas na vizinha África do Sul desde 1 de Março e perto de 428 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 19.000.

Depois de surgir na China, em Dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente africano registou até esta quarta-feira 64 mortes devido ao novo coronavírus, ultrapassando os 2.300 casos.