Convívio semanal da Academia do Bacalhau de Joanesburgo patrocinado pelo presidente Contente por ocasião do seu aniversário

0
90

 No restaurante “Belém” em Glenanda, sul de Joanesbur-go, reuniram-se 78 pessoas entre compadres, comadres e convidados, para o convívio semanal da Academia-Mãe do Bacalhau que coincidiu com o dia de aniversário do presidente José Contente, que patrocinou o almoço. O almoço foi alvo de um segundo patrocínio por parte do compadre Salvador Pais Pereira.

 O almoço começou pelas 13h50, com o presidente a fazer soar o badalo e a pedir a todos para “carregarem” os copos com vinho tinto. Reunidas as devidas “condições”, foi pedido ao compadre Rodolfo Gallego para dar o “tom” do “Gavião de Penacho”.

 “É bom ver uma casa tão cheia”, começou por afirmar o presidente. “Não sabia que tinha tantos amigos e é bom ter-vos a todos aqui presentes hoje.” O presidente deu as boas-vindas a todos os presentes em torno da mesa do almoço e fez especial menção ao embaixador de Moçambique na África do Sul, Paulino Macaringue.

 Para “carrasco” da tarde, a escolha do presidente recaiu no compadre Ivo de Sousa.

 Os presentes foram recebidos com vários tipos de pão, tremoços e azeitonas e uma tabua de entradas que continha rolos de presunto, queijo fresco fatiado, tomates assados com sal dos Himalaia e rosmaninho, compota de figo com sementes de romã e pão tostado com pesto de manjericão.

 O primeiro prato, o da sopa foi servido. O caldo-verde muito bom, fluido e a couve cortada e escaldada na perfeição, com duas rodelas de chouriço assado no interior. Apesar do forte calor de Verão que se fazia sentir, a sopa foi do agrado de todos os presentes.

 Logo após o primeiro prato, o presidente soou o badalo para dar a palavra ao compadre Manuel de Carvalho, embaixador de Portugal, para que apresentasse o seu convidado.

 “O embaixador Paulino Macaringue, fora do tempo de serviço, é um grande amigo. Paulino é um amigo feito na África do Sul e não demorou muito tempo a ficar um bom amigo. Entre Portugal e Moçambique, há toda uma história de cumplicidade e amizade e é natural que corra tudo bem entre nós, povos irmãos e quando demora para acelerar bebe-se uma 2M”, gracejou o compadre Carvalho.

 “Na Academia falamos na portugalidade e também em Moçambique existe a moçambicanidade, que é a mesma coisa. Aquele orgulho e vaidade nas raízes e cultura dos nossos países. Por tudo isto, achei por bem trazer à Academia-Mãe este meu amigo. Desejo à Academia as maiores felicidades e sucessos e agradeço a grande amizade com que aqui fui recebido”, terminou o compadre Manuel de Carvalho.

 Em seguida, foi a vez de Joaquim Lopes apresentar o seu convidado. “Boa tarde a todos, este é o meu primo, Manuel Toca, reside em Portugal e está pela segunda vez na África do Sul.”

 O compadre Queijo apresentou também o seu convidado, Manuel de Sousa, que nasceu em 1924, emigrou com dois anos de idade para Moçambique e depois veio para a África do Sul.

 Concluidas as apresentações, o prato principal foi servido. O “fiel amigo” foi servido como assado com batatas a murro. O peixe estava bem demolhado e assado na perfeição, com o bacalhau a lascar bem. Como opção e como solução para aqueles que não teriam bacalhau, devido ao fluxo de convivas ao almoço, foi também servida maruca (kingklip) grelahada.

 O ambiente foi de verdadeira festa, com muitas gargalhadas, muitas conversas paralelas e o som do convívio e salutar amizade preencheram a sala da Belém. A enorme mesa em “U” também ajudou a que a conversa e o ambiente fossem ainda mais acolhedores.

 Findo e levantado o segundo prato, foi dada por pedido do presidente a palavra ao embaixador de Moçambique, Paulino Macaringue.

 “Muito obrigado senhor presidente Contente, excelentíssimo Manuel de Carvalho meu colega e amigo, distintos compadres e comadres do meu padrinho”, gracejou o diplomata.

 “As minhas primeiras palavras são de agradecimento, por poder estar aqui entre vós a convite do meu amigo Manuel.”

 Cumprimentou em seguida os vários moçambicanos presentes, como o delegado da LAM na África do Sul, Alberto Mabjaia e o chefe de Redacção do Século de Joanesburgo, Eduardo Ouana.

 “Sei que há muitos luso-moçambicanos e há muitos laços que nos unem, a fraternidade e a amizade. Quero agradecer esta oportunidade a tão importante ocasião que por coincidência é o aniversário do presidente José Contente. É realmente uma enorme satisfação e alegria estar junto desta Comunidade, muitos dos presentes têm ligações diversas com Moçambique e estou desejoso para desenvolver esses laços. Ofereço a minha disponibilidade para ajudar e fazer valer aquilo que podem ser as ligações com Moçambique. Que, agora com a nova ponte da Catembe, Moçambique fica ainda mais perto”, finalizou o embaixador.

 Em seguida, apresentou-se Manuel Toca que se mostrou muito satisfeito de estar no seio da Academia-Mãe e gostou muito de participar no repasto.

 O presidente informou todos os presentes que após a saída desta fase de celebrações e efemérides, está acumulado um total de 450 mil randes para as acções de solidariedade social da Academia-Mãe. “E, tenho a honra e o orgulho de vos informar que temos no banco um saldo positivo de mais de um milhão de randes, que vamos empregar nas nossas acções de beneficência”, anunciou o presidente para depois receber uma enorme salva de palmas.

  O compadre Rodolfo Gallego pediu a palavra para informar os presentes que a acta dos trabalhos do 47º Congresso Mundial das Academias do Bacalhau está concluída e que cópias estão disponíveis para aqueles que as requererem.

 Foram depois cantados os “Parabéns a Você” ao compadre presidente José Contente e ao compadre honorá-rio Manuel de Arede pelas datas de aniversário que ambos completaram durante aquela semana.

 À medida que os “Parabéns” estavam a ser cantados, Fabião Soares trouxe um bolo de aniversário, em forma de carrinho de golfe, ao presidente Contente. Bolo este feito e oferecido pelo pasteleiro Paulo Vieira, da marca Cake-Extreme.

 A comadre Adelaide Contente entregou um álbum de fotografias alusivo aos eventos do Congresso Mundial e aos 50 anos da Academia, com inumeras fotografias e momentos do presidente Contente. Trocaram um sentido beijo e abraço, um momento especial que foi fortemente aplaudido por todos.

 O presidente teceu depois um rasgado elogio à comadre Adelaide Contente, pelo continuado apoio à sua presidência.

 Seguiu-se um momento sempre importante e bonito no seio da tertúlia, que é o ingresso de um novo membro. Foi entregue o certificado de compadre da Academia-Mãe do Bacalhau a Fabião Ferreira Soares.

 O presidente anunciou depois o patrocínio do almoço por parte do compadre SP Pereira, que na sua intervenção afirmou “é sempre bom ver a comadre Paula Caetano, ainda por cima num evento destes, num dia como o de hoje. Eu estou aqui, na ajuda à Comunidade e sabeis bem que, dentro das minhas possibilidades e disponibilidades, estou para ajudar. Ao presidente, parabéns pelo aniversário, que conte muitos e que ele considere ficar mais um aninho, que está a fazer um grande trabalho”, concluíu o compadre Salvador Pais Pereira.

 A última intervenção coube ao compadre Manuel de Carvalho.

 “Compadres e comadres, esta é na verdade, no regime das quintas-feiras, a primeira vez que venho à Academia de Joanesburgo. O almoço e o convívio foram maravilhosos, que ameaço voltar!”

 “Muito obrigado a todos, pelas excelentes notícias sobre a Academia-Mãe e sobre o que se conseguiu para as obras sociais. Pelo grande espírito, por receberem como recebem quem vos visita. Muitos parabéns”, finalizou o compadre de Carvalho.

 A palavra final foi dada ao compadre Ivo de Sousa, o “carrasco” da tarde, que atribuiu as “multas” e “castigos” aos prevaricadores.

 O almoço foi encerrado com o entoar do refrão da Marcha da Academia, acompanhada ao acordeão pela comadre Idalina Alves e o último “Gavião de Penacho”.

 As sobremesas, maçãs assadas com vinho do Porto, pudim de ovos, salada de fruta e gelado de baunilha foram servidas com os cafés e digestivos a serem levados para a mesa.

 O próximo almoço na quinta-feira 22 de Novembro não terá lugar e passará para o jantar de Natal da Academia-Mãe, na sexta-feira dia 23 no Wanderers Club pelas 19:00.